ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Mensalao

Henrique Pizzolato foi levado para a ‘prisão de ouro’ na Itália

Casa Circondariale di Modena ganhou apelido em razão dos gastos da obra; local está superlotado

06 de fevereiro de 2014 | 2h 04
Jamil Chade - O Estado de S.Paulo

MODENA - Ironia do destino ou simples coincidência. A primeira noite de Henrique Pizzolato em uma prisão ocorreu em uma penitenciária que foi alvo de um escândalo nacional nos anos 1980 justamente por ter feito parte de um esquema de desvio de dinheiro de políticos locais. A Casa Circondariale di Modena, onde o brasileiro passou ontem sua primeira noite como detido, foi apelidada na Itália no fim dos anos 80 de "prisão de ouro" pelos gastos em suas obras.

Moderno e relativamente bem conservado, o centro de detenção fica na periferia de Modena, ao lado dos trilhos de uma ferrovia. O Estado conversou com guardas e agentes de segurança ontem e alguns deles não escondiam a surpresa diante da presença de um "preso ilustre".

Hoje, a prisão de Modena tem quase três vezes o número de detentos que deveria abrigar quando foi concebida nos anos 80. Ela seria inaugurada em 1991 e deveria admitir no máximo 220 detentos. Mas hoje o total de pessoas ali detidas chega a quase 600.

A política italiana não revelou se o ex-diretor do Banco do Brasil está sozinho na cela para onde foi levado. A informação é que, em média, cada uma das celas é ocupada por quatro detentos.

Se o cárcere de Modena ganhou o termo de "prisão de ouro", hoje seus ocupantes não têm nenhuma relação com a imagem que se criou - afinal, 70% dos detentos são imigrantes, principalmente africanos, magrebinos e árabes envolvidos no tráfico de drogas. Cerca de 180 deles são viciados em drogas.

O governo italiano já fala em dar indultos a parte dos detentos, justamente para reduzir a superlotação. Para atender os seus 600 presos, a prisão conta diariamente com 150 funcionários, 16 médicos e enfermeiras, salão de jogos e até curso de agronomia biológica para quem estiver interessado - ou mesmo curso de italiano para os estrangeiros.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster

  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha
  • Peemedebista lança pré-candidatura em cima de um tanque de guerra



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo