Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

Linha 9-Esmeralda da CPTM vai até Varginha

Novas estações no extremo sul da capital devem ficar prontas em 2014; obra de extensão começa em abril

16 de novembro de 2012 | 2h 02
O Estado de S.Paulo

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) lançou ontem o edital de pré-qualificação das obras de extensão da Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Hoje a linha vai de Osasco, na Grande São Paulo, até o Grajaú, na zona sul da capital. A promessa é inaugurar em 2014 mais duas estações: Mendes-Vila Natal e Varginha, ambas no sentido do extremo sul paulistano. As obras começam em abril do ano que vem. Serão 4,5 km a mais de trilhos.

A expansão do ramal, compra de trens para atender as estações e a construção das duas paradas vão custar cerca de R$ 350 milhões, fora os R$ 50 milhões que serão gastos com desapropriações e reassentamento das 381 famílias que estão no trajeto.

A intenção é fazer quem mora no extremo sul perder menos tempo para ir ao centro. "Na hora do rush, a população dessa área leva 1h30, 2h até o centro, se não tiver nenhum acidente. Com a expansão da Linha 9, vai levar em torno de 35 minutos", disse Alckmin, que prometeu ainda estudar a possibilidade de levar a linha até Parelheiros.

O governador também prometeu trens novos e com ar-condicionado na Linha 9 e intervalos menores entre os trens. Hoje o passageiro espera pelo menos 7 minutos na plataforma. "Vai passar para 3 minutos o intervalo", disse Alckmin.

Ônibus. O Estado desapropriou uma área maior que o necessário para fazer a Estação Varginha da Linha 9-Esmeralda. A ideia é oferecê-la à Prefeitura para que se construa terminal de ônibus ali. "Vamos deixar uma área desapropriada para um futuro terminal, integrado com a estação. Estamos deixando o esboço para a Prefeitura", afirmou o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.

Há um mês, passageiros de metrô e trem da zona sul de São Paulo podem embarcar em ônibus do Terminal Santo Amaro sem pagar passagem. A gratuidade é uma tentativa do Metrô de retirar usuários da superlotada Linha 9-Esmeralda. "Tem 55 linhas de ônibus no Largo 13 de Maio, eles saem vazios. Vamos ver com o Jilmar Tatto (futuro secretário municipal de Transportes) se melhoramos a eficiência dos corredores de ônibus", disse Fernandes. / CAMILA BRUNELLI e NATALY COSTA




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP

  • Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP
  • Fóruns Estadão Brasil 2018 debate educação no Brasil
  • O dia seguinte no morro Pavão-Pavãozinho



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo