Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

Morador faz protesto criativo contra obra

Ricardo Fraga Oliveira convida quem passa por avenida na Vila Mariana a manifestar-se contra futura construção de três torres em área de 10 mil m²

15 de setembro de 2011 | 0h 00
Marici Capitelli - O Estado de S.Paulo

Pedestres são convidados a subir em uma escada e a espiar por cima de um muro na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo. No topo dos degraus, eles se deparam com um terreno de quase 10 mil m². Ali só há mato e terra, mas em breve o local vai receber três torres de apartamentos, cada unidade custando de R$ 2,5 milhões a R$ 5 milhões. E é isso que o protesto com a escada quer evitar.

Curiosidade. Pedestres são convidados a subir nos degraus e olhar área que, por enquanto, é mato e terra, mas vai se tornar empreendimento residencial - Nilton Fukuda/AE
Nilton Fukuda/AE
Curiosidade. Pedestres são convidados a subir nos degraus e olhar área que, por enquanto, é mato e terra, mas vai se tornar empreendimento residencial

A manifestação, batizada de O Outro Lado do Muro - Intervenção Coletiva, começou em 7 de julho, com a autoria de um morador do bairro, o engenheiro agrônomo e advogado Ricardo Fraga Oliveira, de 47 anos. "Como esse muro está no imaginário das pessoas, já que está há tantos anos no bairro, quis que elas olhassem por cima dele." Depois de olhar a área, as pessoas escrevem ou desenham suas opiniões em um pequeno quadro e fotos dos desenhos são penduradas em um varal na frente do muro.

Oliveira planejava um protesto de um dia, mas agora ele acontece todos os sábados, das 9h30 às 16h30. Já foram feitas cerca de 250 imagens, que pedem uma cidade mais verde. Um deles questiona: "O que vai te salvar? A árvore ou o prédio?"

Contrapartida. As obras não começaram porque a Prefeitura está reavaliando um termo de conduta ambiental da Mofarrej Empreendimentos e Negócios Imobiliários, responsável pela construção dos prédios.

Alguns moradores defendem que o espaço deveria ser público - uma área para a terceira idade ou uma praça. "Um projeto que não tivesse tanto impacto na vizinhança", diz Flávio Carrança, de 59 anos, que vive no bairro há 23. O que todos reivindicam é uma contrapartida da construtora. "Se o empreendimento é inevitável, que tenha pelo menos uma parte de uso público", diz o músico Júlio Giudice Maluf, de 45 anos.

Em nota, a Mofarrej informou que o empreendimento "está regularmente aprovado, após minucioso estudo e exigências pelos órgãos públicos". "Todas as contrapartidas de tráfego, ambientais e urbanísticas foram solicitadas pela Prefeitura e todas serão devidamente cumpridas."


Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo