Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

'Países precisam aumentar esforços para reduzir emissões'

Chefe de clima da Organização das Nações Unidas espera a aprovação do Fundo Verde Climático

03 de dezembro de 2011 | 3h 02
AFRA BALAZINA, ENVIDA ESPECIAL A DURBAN - O Estado de S.Paulo

A costa-riquenha Christiana Figueres, secretária executiva da Convenção do Clima da ONU, tem uma missão difícil na 17.ª Conferência do Clima, a COP-17, em Durban: facilitar um acordo entre os países para combater as mudanças climáticas. Em sua opinião, não adianta apenas EUA e China, os maiores emissores mundiais de gases-estufa, que não participam do Protocolo de Kyoto - tratado em que os países industrializados têm metas obrigatórias de cortes de emissão de CO2 -, chegarem a uma solução. "Esse é um problema global", afirmou em entrevista ao Estado. Ela diz esperar a aprovação do Fundo Verde Climático, criado na COP-16, que ainda não começou a funcionar.

Qual o balanço dos 20 anos da criação da Convenção do Clima?

As conquistas são os dois instrumentos vinculantes para todos os países - a convenção em si e o Protocolo de Kyoto - e a expectativa de que a ação contra as mudanças climáticas será em conjunto.

E quais são os resultados positivos desde a Eco-92?

Temos 33 países com legislação doméstica para reduzir emissões. Temos todos os países industrializados com compromissos de mitigação no Acordo de Copenhague, reiterados no de Cancún. Temos 40 países em desenvolvimento que se deram conta de que podem contribuir. E temos as 500 maiores empresas do mundo fazendo relatórios de emissões.

Qual é a alternativa se não

houver uma segunda fase do

Protocolo de Kyoto?

O protocolo não acaba. O que se encerra é o primeiro período do Compromisso de Kyoto, em dezembro de 2012. Há alguns anos os países negociam como continuar a política e o marco regulatório internacional que rege o controle das emissões de CO2. E em Cancún isso não foi alcançado. Uma das opções foi oferecida pela União Europeia: considerar um segundo período de compromisso desde que certas condições sejam atendidas. Agora, discutimos essas condições.

Qual é o impasse a respeito do Fundo Verde Climático, que foi criado no ano passado e teve poucos avanços?

Houve um acordo teórico em Cancún sobre ele. Neste ano tivemos 40 governos trabalhando no desenho do fundo. O texto foi introduzido pela primeira vez ontem (anteontem) e houve uma rodada de comentários sobre ele. Em sua grande maioria, os países foram a favor de aprovar o texto aqui em Durban, porque sabem que o fundo é um dos instrumentos críticos para o apoio aos países em desenvolvimento. Mas ainda é muito cedo para saber que mudanças deverão ser feitas no documento.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo