Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias >
Início do conteúdo

Petrobrás deve ter o maior lucro entre petroleiras

Manutenção dos preços do combustível no País garante resultado maior que o das concorrentes

20 de fevereiro de 2010 | 0h 00
Kelly Lima - O Estadao de S.Paulo

A manutenção dos preços da gasolina e do diesel no mercado doméstico - independentemente das oscilações do barril no exterior - deve elevar a Petrobrás à categoria de petroleira com o melhor resultado em 2009.

Enquanto as maiores petroleiras internacionais (Exxon, Chevron e Shell) amargaram no fechamento do ano passado queda de mais da metade do lucro recorde do ano anterior e companhias de menor porte (BG e BP) ficaram na casa dos 20% abaixo de 2008, a Petrobrás pode ter um desempenho melhor, na opinião do diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE), Adriano Pires.

"As companhias maiores são mais verticalizadas, possuem refinarias ou participam de alguma maneira de forma mais direta ao longo da cadeia produtiva. Com isso, perdem mais dinheiro porque têm uma diminuição do lucro dela nas vendas de derivados", disse Pires. Na sexta-feira da semana que vem, a Petrobrás divulga o resultado financeiro do ano passado.

Petroleiras menores, mais concentradas na área de Exploração e Produção, tiveram uma redução menor do seu lucro, com a valorização do barril ao longo do ano. "A Petrobrás reverte esse cenário, porque possui uma posição ímpar. Quando o preço do petróleo cai muito, aí é que ela ganha dinheiro vendendo gasolina", comentou Adriano Pires.

Antes mesmo das análises feitas pelas instituições bancárias, que elaboram relatórios com previsão para o lucro da companhia, o CBIE aponta que em 2009 a Petrobrás manteve o preço da gasolina 44% acima da média internacional. No caso do diesel, o valor foi 33% maior.

Os dois indicadores consideram diferenças cambiais e paridade de importação e exportação de ambos os combustíveis. Levam em conta também a redução dos preços promovida pela Petrobrás em junho de 2009, um ano depois do início da queda do valor do barril no exterior, após atingir o seu pico de US$ 150.

De acordo com dados oficiais do departamento de energia dos Estados Unidos, o preço do barril no mercado internacional teve valorização média de 70% ao longo de 2009, depois de ficar abaixo dos US$ 40, no fim de 2008. O preço do barril, no entanto, não atingiu a média do ano de 2008, de US$ 85, ficando em US$ 62 na média de 2009.

Entre as petroleiras internacionais, a americana ExxonMobil teve a maior queda, de 57,3%, com lucro líquido de US$ 19,3 bilhões em 2009, ante os US$ 45,2 bilhões apurados no ano anterior. No quarto trimestre, no entanto, a redução já foi menor: o resultado da empresa caiu 23% ante o mesmo período em 2008, passando de US$ 7,8 bilhões para US$ 6 bilhões.

A empresa alegou que a redução no lucro refletiu especialmente a queda nas margens de refino, que teve uma perda de US$ 189 milhões, ante os ganhos do mesmo período do ano anterior, de US$ 2,41 bilhões.



Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo