Planeta

Google Street chega a comunidades da Amazônia

Liège Albuquerque e Karina Ninni, O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2011 | 00h00

O Google Street View chegou à Amazônia. A ideia é mostrar as comunidades ribeirinhas, os rios e igarapés para o mundo. O projeto começou a ser produzido ontem, em Tumbira, município de Iranduba, a 100 quilômetros de Manaus, e vai abarcar outras quatro locações. As imagens devem estar acessíveis na internet até o final deste ano. A equipe de seis pessoas do Google Street View fica até o dia 2 de setembro na produção das imagens na floresta.

De acordo com o RP do Google na América Latina, Emmanuel Vita, a escolha das comunidades levou em conta as "facilidades" na logística após convite do governo do Estado e da Fundação Amazonas Sustentável.

"Sabemos que estamos filmando em uma comunidade atendida por um programa do governo estadual e não uma casa de um ribeirinho sem intervenções, mas esse é apenas o primeiro passo na Amazônia e temos outros planos", disse ele.

Reciclagem de PVC pós-consumo cresce 22,3%

Uma pesquisa encomendada pelo Instituto do PVC mostra que o índice de reciclagem de PVC pós-consumo no Brasil passou de 14,5% em 2009 para 15,1% em 2010. O volume reciclado foi de 25.302 toneladas, diante das 20.693 recicladas em 2009, ou seja, um aumento de 22,3%.

A pesquisa mostra também que, em 2009, do total reciclado, 72,9% correspondiam a resíduos pós-consumo e 27,1% a resíduo industrial, enquanto em 2010 os números encontrados foram 84,5% e 15,5%, respectivamente.

"Este desenvolvimento está atrelado à intensificação de sistemas de coleta seletiva de resíduos pós-consumo", afirma Miguel Bahiense, presidente do Instituto do PVC.

Orquivárzea abre hoje com 70 expositores

A sétima edição da Orquivárzea, que abre hoje em Várzea Paulista (SP), recebe mais de 70 orquidófilos de todo o País, representando cerca de 30 cidades brasileiras, além de expositores de outros países, entre eles Argentina, Alemanha e Malásia. O evento também terá shows de Elba Ramalho, no sábado, e de Jorge Vercillo, no domingo, último dia da exposição.

SWU confirma Nobel em fórum sustentável

Prêmio Nobel da Paz em 1992, a ativista Rigoberta Menchú é o mais novo nome confirmado para o Fórum Global de Sustentabilidade, do SWU Music and Arts Festival. Menchú, atualmente candidata à presidência da Guatemala, com 2,5% de intenções de votos, é embaixadora da boa vontade da Unesco e vencedora do Prêmio Príncipe das Astúrias de Cooperação Internacional. Defende as bandeiras da paz, da desmilitarização e da justiça social, o respeito pela natureza e a igualdade para as mulheres. Outro nome confirmado é o de Severn Cullis-Suzuki, que participou da Rio-92 aos 12 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.