Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Quatorze pessoas morrem após desastres causados por temporais no ES

Quase 50 mil pessoas tiveram que deixar suas casas

24 de dezembro de 2013 | 2h 05
Wilson Tosta - O Estado de S. Paulo - Texto atualizado às 15h45

RIO - A Defesa Civil do Espírito Santo informou, em seu boletim das 15h desta terça feira, que já chegou a 14 o número de mortos em consequência das chuvas que desde a semana passada caem sobre o Estado. Morreram uma pessoa em Nova Venécia, duas em Baixo Guandu, duas em Colatina, uma em Domingos Martins e oito em Itaguaçu. O Estado informou que uma morte relatada nesse último município na segunda-feira fora, na verdade, contada em dobro.

As chuvas intensas e as consequentes cheias também expulsaram de suas residências 49.886 pessoas, das quais 5.300 foram acolhidas em abrigos e 44.586 estão em casas de parentes e amigos. Segundo a Defesa Civil, a contabilidade de danos e vítimas está prejudicada, pela dificuldade de chegar aos lugares mais afetados.

Cerca de 20 mil quilômetros de estradas foram destruídos ou danificados de alguma forma. Comércio, indústrias e serviços foram prejudicados. No interior, há relatos de grandes perdas na agricultura e pecuária.<IP9,0,0>O governador Renato Casagrande (PSB) decretou Situação de Emergência.

Dos 78 municípios capixabas, os 48 mais afetados são: Afonso Claudio, Agua Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Aracruz, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindemberg, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, Jeronimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Rio Bananal, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

A Secretaria Nacional de Defesa Civil continua enviando alertas de risco de inundação e deslizamento de terra na região serrana e alagamentos em Linhares e Colatina, porque o Rio Doce estar com nível de água acima taxa de inundação. Os coordenadores das defesas civis municipais foram informados de procedimentos de avaliação contínua dessas áreas e, caso necessário, evacuação emergencial.



Tópicos: Chuva, Espírito Santo

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo