Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Internacional
Início do conteúdo

Após deixar governo da Itália, Berlusconi revive carreira musical

Ex-primeiro-ministro ajudou a compor todas as 11 faixas do disco intitulado 'True Love'

22 de novembro de 2011 | 16h 00
Agência Estado

ROMA - Poucos dias após deixar o cargo de primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi começa a reviver sua carreira musical. O bilionário lançou um novo CD com a colaboração de Mariano Apicella.

Berlusconi voltou à carreira artística, mas ainda enfrenta processos nos tribunais de Milão - Salvatore Laporta/AP
Salvatore Laporta/AP
Berlusconi voltou à carreira artística, mas ainda enfrenta processos nos tribunais de Milão

O ex-premiê, que já chegou a se apresentar em navios de cruzeiro, não canta nenhuma música do álbum, intitulado "True Love", porém ajudou a escrever todas as 11 faixas. O CD traz canções de amor e arranjos de jazz. É o quarto álbum que Berlusconi e Apicella, cantor e guitarrista napolitano, gravam juntos.

"Eu acho que, com a sua grande experiência, Berlusconi é capaz de escrever boas canções de amor", disse a turista de Florença Maria Grazia Merilli, em uma loja perto de Roma onde o CD estava à venda. Porém, ela disse que "não, com certeza não, eu nunca compraria esse álbum". Maria Rossi, que estava passando pelo local, foi mais categórica quanto ao trabalho de Berlusconi. "Eu não gosto dele nem como político nem como compositor. Ele é detestável."

Berlusconi, de 75 anos, renunciou no último dia 12 após falhar em levar adiante reformas econômicas que poderiam persuadir mercados e parceiros da Europa de que a Itália poderia escapar da crise da dívida que o continente europeu atravessa.

A vida nada privada do ex-primeiro-ministro também manchou a imagem dele. Festas nas residências dele, frequentadas por jovens mulheres, levaram Berlusconi a ter problemas com promotores, que o acusam de ter pago por sexo com uma marroquina menor de idade e ter usado sua influência para esconder o caso, o que ele nega. O julgamento está em curso em Milão. As informações são da Associated Press.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo