BP inicia testes com novo mecanismo contra vazamento

Depois de um dia de adiamento, a British Petroleum (BP) deu início aos testes de uma cúpula posicionada sobre a fonte do vazamento de petróleo no Golfo do México. Os testes começaram pouco depois de o almirante Thad Allen, que dirige os esforços para deter o derramamento, ter anunciado que o governo norte-americano havia autorizado a realização dos testes depois de especialistas terem passado as últimas 24 horas analisando os planos.

AE-AP, Agência Estado

14 Julho 2010 | 21h29

Ao longo do dia, a BP declarou-se preparada para testar a enorme tampa de 75 toneladas, colocada sobre a fonte do derramamento na noite de segunda-feira, sem ameaçar a integridade estrutural do poço. A tampa, que contém três grandes válvulas, foi conectada à tubulação danificada a quase 1,61 quilômetro abaixo do nível do mar, onde apenas robôs submarinos podem operar. Os engenheiros da BP planejam fechar gradualmente as válvulas e desligar o fluxo de petróleo, em um processo que pode durar de seis a 48 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.