Coreia do Sul anuncia novas manobras navais

Exercícios militares farão uso de fogo real em regiões sul-coreanas e zonas próximas à fronteira

Efe

01 Dezembro 2010 | 03h29

SEUL - A Coreia do Sul anunciou que realizará manobras navais adicionais entre 6 e 12 de dezembro, enquanto chegaram ao fim nesta quarta-feira, 1º, seus exercícios conjuntos com os Estados Unidos no Mar Amarelo, vistos como uma resposta ao ataque norte-coreano à ilha de Yeonpyeong.

 

Veja também:

video Vídeo: Veja imagens do ataque norte-coreano

blog  Radar Global: O armistício de Pan-Mun-Jon

especial Infográfico: As origens do impasse na península coreana

lista Entenda a crise entre os dois países

Pelo planejamento, os novos exercícios militares farão uso de fogo real em várias regiões das águas sul-coreanas, incluindo zonas próximas à fronteira com a Coreia do Norte no Mar Amarelo, como forma de reforçar a defesa diante das provocações norte-coreanas, informaram fontes militares sul-coreanas.

Nesta quarta-feira, os Exércitos de Estados Unidos e Coreia do Sul põem fim a quatro dias de manobras navais conjuntas no Mar Amarelo, que contaram com a participação do porta-aviões nuclear americano George Washington, de uma dezena de navios de guerra e de 7.300 militares.

Os exercícios navais, que se desenvolvem em uma zona relativamente distante da ilha de Yeonpyeong, foram duramente criticados pela Coreia do Norte, que chegou a fazer ameaças de responder a elas com um grande ataque.

As novas manobras da Coreia do Sul se aproximarão muito mais da tensa fronteira marítima com a Coreia do Norte, com a previsão de atividades - além de outras zonas - na ilha de Daechong, território sul-coreano próximo à costa norte-coreana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.