Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Internacional
Início do conteúdo

Protestos na Tailândia deixam um morto e cinco feridos

26 de janeiro de 2014 | 7h 57
Agência Estado

Uma pessoa morreu e pelo menos outras cinco ficaram feridas em meio a confrontos entre facções políticas rivais na capital da Tailândia neste final de semana, quando manifestantes bloquearam colégios eleitorais em uma tentativa de interromper a votação antecipada para as eleições nacionais, marcadas para 2 de fevereiro.

Suthin Taratin foi morto a tiros enquanto tentava dissuadir eleitores em um templo budista no subúrbio oriental de Bangcoc. A polícia informou que mais cinco pessoas foram feridas.

A morte tende a aumentar as tensões, quando manifestantes tentam impedir votações por todo o país, em um impasse entre opositores e o governo da primeira-ministra Yingluck Shinawatra. De acordo com as leis tailandesas, eleitores já registrados podem votar antes da eleição principal.

A comissão de eleição da Tailândia informou que cancelou a votação em 50 bases eleitorais de Bangcoc, quando deparou com protestantes, que em alguns casos fecharam algumas entradas com cadeados.

Os oposicionistas alegam que o governo da primeira-ministra segue a favor de seu irmão, Thaksin Shinawatra, deposto do cargo de premiê em um golpe militar em 2006. Eles almejam uma reforma política para reduzir a corrupção e a influência de políticos populistas, como dos irmãos Shinawatra.

O Tribunal Constitucional da Tailândia informou, na última sexta-feira, que as eleições do dia 2 de fevereiro podem ser adiadas, o que adicionou pressão sobre o governo da primeira-ministra. A corte comunicou que a constituição não proíbe o adiamento no caso de emergência ou de outros motivos que possam impedir que as eleições sigam com segurança.

A comissão eleitoral do país já sugeriu adiamento para o dia 4 de maio, mas membros do governo ainda avaliam a possibilidade.

Até o momento, 28 distritos eleitorais não conseguiram registrar candidatos depois que os manifestantes bloquearam as votações. Fonte: Dow Jones Newswires.



Tópicos: Protestos, Tailândia,

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo