Rússia planeja gasto de US$ 613 bi na compra de armas

A Rússia planeja gastar 19 trilhões de rublos (US$ 613 bilhões) para comprar novos armamentos durante a próxima década, à medida que busca modernizar suas Forças Armadas da época soviética, disse o ministro da Defesa, Anatoly Serdyukov.

AE, Agência Estado

21 Setembro 2010 | 16h06

O governo está em processo de aprovar um plano para aumentar em 46% o orçamento militar de 2011 a 2020, de uma estimativa prévia de 13 trilhões de rublos, disse Serdyukov à Bloomberg News. Serdyukov, que falou após conversas que teve com o secretário da Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, no começo deste mês, também disse que a Rússia está interessada em tecnologia norte-americana. Ele não entrou em detalhes sobre o tema.

Grande parte do equipamento militar da Rússia data da época soviética e o governo, nos últimos anos, tem prometido um dinheiro extra para a modernização. A Rússia tem negociado há meses, com a França, a compra do helicóptero de transporte militar Mistral, no que seria sua primeira compra de equipamentos de um país integrante da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). As negociações foram prejudicadas por disputas sobre a transferência de tecnologia. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Rússia compra armas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.