Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Internacional
Início do conteúdo

Segundo atentado em 24 horas mata ao menos 14 pessoas no sul da Rússia

Explosão em ônibus ocorre um dia depois de atentado deixar 17 mortos em estação de trem em Volgogrado

30 de dezembro de 2013 | 7h 55
AP

MOSCOU - Ao menos 14 pessoas morreram e 28 ficaram feridas nesta segunda-feira, 30, no segundo atentado em 24 horas em Volgogrado, no sul da Rússia. Um suicida detonou explosivos em um trólebus que trafegava pela cidade. No domingo, quando outras 17 pessoas morreram, o alvo foi a principal estação de trem na cidade, atacada por uma mulher-bomba originária do Daguestão, república separatista de maioria islâmica.

Imagem extraída de vídeo mostra o trabalho do serviço de emergência após ato terrorista - Reuters
Reuters
Imagem extraída de vídeo mostra o trabalho do serviço de emergência após ato terrorista

O presidente Vladimir Putin ordenou reforçar a segurança na região e no resto do país. A série de atentados ocorre a dois meses da Olimpíada de inverno, em Sochi, a 650 km de Volgogrado.

Autoridades russas disseram que a explosão do ônibus foi causada por um artefato provavelmente colocado na área de passageiros. Janelas do veículo e de prédios próximos ficaram estilhaçadas. Nenhum grupo reivindicou a autoria dos atentados. Esse é o terceiro ataque a bomba em ônibus na cidade de Volgogrado em 2013. A primeira explosão foi em outubro. Seis pessoas morreram na ocasião.

"Estamos morrendo pelo segundo dia seguido, que pesadelo", disse uma sobrevivente da explosão a jornalistas. "O que devemos fazer agora?"

Segundo autoridades russas, os restos da bomba eram idênticos aos da explosão de domingo. O porta-voz da polícia de Volgogrado, Vladimir Markin, acredita que, por essa razão, é grande a probabilidade de os atentados estarem interligados. "Acreditamos que os ataques foram planejados no mesmo lugar", declarou.

O Ministério do Interior ordenou a polícia para aumentar a segurança em torno de estações de trem e outros terminais de transporte em toda a Rússia. Putin passou a manhã reunido com o chefe da principal agência de segurança russa, a FSB (sucessora da KGB soviética, da qual ele próprio foi membro). Segundo a agência Itar-Tass, moradores de Volgogrado, especialmente migrantes, estão tendo suas identidades checadas pela polícia.

Antes dos atentados, ao menos 600 policiais foram deslocados de Volgogrado para Sochi, para ampliar a segurança da sede das Olimpíadas de Inverno. Analistas esperam mais atentados e cidades do sul da Rússia fora do programa dos Jogos são alvos mais fáceis.

"A ameaça é maior agora, porque a chance de impacto de qualquer ação terrorista é maior", disse Alexei Filatov, um ex-agente da Alfa, a unidade de elite antiterrorismo russa. "Como o entorno de Sochi está seguro, eles atacam cidades nos arredores, como Volgogrado."

Além da facilidade logística, analistas apontam o simbolismo histórico como outro fator para Volgogrado ter sido palco dos ataques. Batizada de Stalingrado durante a União Soviética, a cidade foi palco da maior batalha da Segunda Guerra Mundial, quando o Exército Vermelho repeliu a ofensiva nazista no front oriental do conflito.

"Volgogrado é um símbolo da Segunda Guerra Mundial. Muitos líderes terroristas a elegeram como alvo justamente pelo status que a cidade têm na memória das pessoas", disse o analista Dmitri Trenin, do Carnegie Endowment.

Os ataques também ameaçam ampliar a tensão étnica no sul da Rússia, provocada pela migração de trabalhadores muçulmanos das repúblicas do Norte do Cáucaso da Ásia Central. / AP e REUTERS




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo