ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Análise: Os transtornos da falta de transparência

29 de janeiro de 2014 | 21h 00
João Domingos - O Estado de S. Paulo

O grande problema da esticada da presidente Dilma Rousseff e sua comitiva a Lisboa, no sábado, foi a falta de transparência. Se não tivessem tentado tornar secreto algo que, a rigor, deve ser público, por se tratar da figura de um chefe de Estado, não haveria motivo para tanto barulho. Nem para que todo mundo - da presidente Dilma ao presidente da Comissão de Ética Pública - perdesse a calma que se espera de cada um.

A resposta da presidente Dilma, de que escolhe o restaurante que quiser porque é ela que paga a conta, tem várias interpretações. A principal delas é a da falta de argumento para o jantar que se tentou secreto. Outra pode ser a empáfia proporcionada a ela por assessores que só dizem sim. Quanto à provocação do presidente da Comissão de Ética Pública, Américo Lacombe, ao líder do PSDB, Carlos Sampaio (SP), por trás dela também há um forte sentimento de irritação.

Ele disse que o regulamento foi feito durante o governo do tucano Fernando Henrique Cardoso e que, pelo texto, a Comissão de Ética não pode julgar nem o presidente nem o vice. Só ministros para baixo. O PSDB queria que a comissão verificasse se a presidente Dilma quebrou a ética ao parar em Lisboa.

O certo é que, por melhor que seja o prato do Restaurante Eleven, a revelação pelo jornal O Estado de S. Paulo do pulo da comitiva presidencial a Lisboa tirou todo mundo do sério. E o Brasil, com seus problemas econômicos, juros e inflação alta, incertezas quanto ao futuro e uma Copa de Futebol pela frente já se sabendo que haverá caos no transporte urbano, precisa é de autoridades serenas.

João Domingos é repórter de O Estado de S. Paulo.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio

  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio
  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo