ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Após reunião, Dilma e Temer ficam sem consenso sobre reforma

Presidente cogitou conceder mais um ministério ao PMDB, mas principal legenda aliada do governo reivindica o comando de outras duas pastas, além das cinco já ocupadas

04 de fevereiro de 2014 | 7h 48
Vera Rosa e Tânia Monteiro - O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA - Na noite dessa segunda-feira, 3, Dilma se reuniu com o vice-presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto, por quase seis horas, em mais uma tentativa de acertar a nova fatia do PMDB no primeiro escalão. Antes do encontro, Dilma disse a Temer que poderia ampliar o espaço do PMDB em mais uma vaga, desde que o partido não reivindicasse Integração Nacional - pasta reservada para o PROS , a nova legenda do governador do Ceará, Cid Gomes.

Indicados pela Câmara, dois dos cinco ministros do PMDB - Antônio Andrade (Agricultura) e Gastão Vieira (Turismo) anunciaram que deixarão os cargos até o carnaval para concorrer a mais um mandato parlamentar. A bancada do PMDB no Senado, por sua vez, insiste na nomeação de Vital do Rêgo (PB) para Integração, Portos ou Ciência e Tecnologia.

"Nós aprovamos a indicação do Vital, mas não aceitamos ficar sem dois ministros do PMDB da Câmara em troca de um do Senado", afirmou o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ). "Ou temos dois ministérios ou não temos nenhum. Se for para ficar com menos, nós entregamos os cargos e ficamos independentes", emendou ele, escancarando a insatisfação.

Atualmente, o PMDB controla cinco pastas: Minas e Energia, Previdência, Aviação Civil, Turismo e Agricultura.

A reunião no Planalto foi dividida em duas partes: na primeira, Dilma e Temer também avaliaram os problemas entre o PT e o PMDB para a formação dos palanques nos Estados. Depois, a presidente chamou para o encontro o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante; os presidentes do Senado, Renan Calheiros (AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), além do líder do PMDB no Senado, Eduardo Braga (AM). Depois do encontro no Planalto, todos os peemedebistas seguiram para o Palácio do Jaburu, residência oficial de Temer, para nova reunião do partido.

Além da polêmica do PMDB, o xadrez da reforma inclui ainda o atendimento ao PTB, que já ofereceu apoio à reeleição de Dilma, quer um ministério para seu presidente em exercício, Benito Gama. Outro partido que também já anunciou apoio à reeleição de Dilma e quer ampliar seu espaço na Esplanada é o PSD, do ex-prefeito Gilberto Kassab.

Nessa segunda, a presidente deu início à reforma com a posse a Aloizio Mercadante na Casa Civil, a Arthur Chioro na Saúde, José Henrique Paim na Educação e Thomas Traumann na Secretaria da Comunicação Social. Segundo Dilma, ainda em fevereiro serão anunciadas as demais alterações.





Tópicos: Reforma ministerial,

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio

  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio
  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo