ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Brasil integra comitê para reforma de conselho da ONU

06 de fevereiro de 2014 | 15h 25
LISANDRA PARAGUASSU - Agência Estado

O Brasil fará parte de um comitê de cinco países chamados pelas Nações Unidas para analisar a reforma do Conselho de Segurança. De acordo com o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, serão feitas oito reuniões ao longo de 2014 para tentar avançar em uma proposta para a reforma, parada há anos.

Figueiredo defendeu o empenho do Brasil pela reforma do Conselho e a tentativa brasileira de obter um dos assentos permanentes que podem ser criados em uma eventual mudança no órgão. "Não estamos gastando capital diplomático, estamos participando de um processo em que é natural que o Brasil esteja. Estranho seria o Brasil se omitir. Aí sim haveria críticas", disse.

De acordo com o ministro, foi uma determinação da presidência da Assembleia Geral da ONU este ano que se acelerasse o processo de reforma do Conselho que, criado há quase 70 anos, mantém o mesmo formato, com cinco assentos permanentes com poder de veto - Estados Unidos, Rússia, China, França e Inglaterra - e outros dez rotativos, sem poder de veto. "Esse conselho reflete a realidade de 70 anos atrás, e o mundo mudou radicalmente. Esse é um formato que não satisfaz mais", afirmou Figueiredo.

O ministro admite, no entanto, que o processo é difícil e não há acordo em quase nenhum dos pontos que serão discutidos pelo novo comitê. As principais questões são, por exemplo, se haverá ampliação de membros permanentes e rotativos, se os novos membros permanentes teriam também poder de veto, quantos e quais seriam os novos membros.

Quatro países são os mais fortes candidatos a membro permanente: além do Brasil, Alemanha, Índia e Japão, aos quais o governo brasileiro se uniu no chamado G4 para pressionar por reformas.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Deputado tem mandato suspenso

  • Deputado tem mandato suspenso
  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo