ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Campos diz que 'há forte desejo de mudança'

02 de dezembro de 2013 | 14h 48
ANGELA LACERDA - Agência Estado

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, minimizou nesta segunda-feira, 2, o resultado da última pesquisa do Instituto Datafolha, em que caiu na preferência do eleitorado e passou a contar com 11% das intenções de voto. De acordo com Campos, "as pesquisas continuam a dizer exatamente a mesma coisa, que há um forte desejo de mudança nunca visto a um ano da eleição, com 66% da população desejando mudança".

Ele observou que com, os levantamentos simulados com nomes desconhecidos nacionalmente - com taxas que variam de 25% a 50% para quem tem conhecimento -, a leitura mais correta das pesquisas neste momento, a um ano da eleição, é a "dos ventos". "É o sentido da eleição", afirmou, na reinauguração de uma maternidade-escola, no Recife.

"Na última eleição, em 2010, a esta altura, 75% da população queria continuidade, agora se inverteu o sentido da seta, do vento." Campos afirmou ainda que, se forem observadas as outras eleições, quem estava na frente a um ano do pleito não ganhou. Exemplificou com o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) que tinha 40% da preferência e um ano depois, em 2010, perdeu.

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB reforçou que o partido e a Rede Sustentabilidade estão ocupados na construção programática de uma proposta de governo. "Não é o tempo da construção eleitoral", observou. "É o tempo de discutir os problemas brasileiros, de ver o caminho das soluções, como o Brasil retomar o desenvolvimento, como preservar as conquistas que começam, efetivamente, a ser perdidas, como o ciclo de desconcentração de renda." Campos afirmou que o índice de Gini (medida de distribuição de renda) já aponta para uma reconcentração de renda no Nordeste. "Este é que é o nosso desafio."




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo