Ed Ferreira/AE
Ed Ferreira/AE

Com o pé lesionado, Dilma tenta acordos com primeiro-ministro da Rússia

Presidente e Medvedev trataram sobre cooperação nas áreas de gás, petróleo e energia nuclear

Tânia Monteiro, Agência Estado

20 Fevereiro 2013 | 13h40

BRASÍLIA - Com o pé lesionado, a presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quarta-feira, 20, o primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, no Palácio do Planalto para costurar novos acordos de cooperação entre os países. A ideia é que os negócios sejam fechados com menos burocracia.

A discussão sobre a retirada do embargo pela Rússia à carne brasileira será tratada na reunião técnica entre Medvedev e o vice-presidente Michel Temer, no Itamaraty. Segundo a Secretaria de Imprensa do Planalto, Dilma e Medvedev também conversaram sobre cooperação nas áreas de energia, gás, petróleo, hidrelétricas, energia nuclear, área especial e defesa.

A presidente Dilma aproveitou a oportunidade para convidar empresas russas a participarem dos vários processos de licitação que o governo está fazendo na área de infraestrutura.

Lesão. Dilma sofreu uma fissura no dedão do pé direito assim que chegou à Base Naval de Aratu, em Salvador (BA), onde passou o feriado de carnaval. Dilma tropeçou na escada da casa da base naval e precisou imobilizar o pé com uma bota ortopédica, da qual fez uso por duas semanas.

Mais conteúdo sobre:
Dilma Medvedev reunião

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.