ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Mensalao

Decisões do mensalão saem neste ano, diz Barbosa após última sessão do STF

Presidente do Supremo ainda não expediu os mandados de prisão de João Paulo Cunha (PT), Roberto Jefferson e Breno Fischberg

19 de dezembro de 2013 | 13h 31
Agência Estado

Após o fim da última sessão do ano realizada nesta quinta-feira, 19, o presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, informou que vai soltar decisões relativas à ação penal 470, o processo do mensalão, antes do final de 2013.

Presidente do Supremo disse que decisões do mensalão saem até o final do ano - Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão
Presidente do Supremo disse que decisões do mensalão saem até o final do ano

Atualmente, 21 dos 25 condenados já cumprem suas penas. O Supremo ainda não expediu o mandado de prisão dos ex-deputados João Paulo Cunha (PT/SP), Roberto Jefferson (PTB/RJ) e o ex-dono da corretora Bônus Banval Breno Fischberg.

Barbosa ainda deve decidir também se concede prisão domiciliar ao ex-presidente do PT, José Genoino, que chegou a ser hospitalizado após seus primeiros dias na penitenciária da Papuda, em novembro. A defesa do petista encaminhou ao Supremo o pedido para que ele fosse submetido ao regime de prisão domiciliar, devido a sua saúde fragilizada após ter passado por uma cirurgia cardíaca em julho.

Após passar mal, Genoino foi para a casa da filha, em Brasília, onde cumpre temporariamente prisão domiciliar até que Barbosa decida como ele deverá cumprir a pena. Outro que também pediu para ser submetido à prisão domiciliar é o delator do esquema Roberto Jefferson, submetido a cirurgia para retirada de tumor no pâncreas em 2012.

Barbosa disse ainda que no primeiro semestre do ano que vem vai priorizar julgamento das ações sobre financiamento de campanha, planos econômicos, royalties de petróleo e biografias não autorizadas. A partir desta sexta-feira, 20, o Judiciário entra no chamado recesso forense, período em que os ministros do Supremo estão de férias e os prazos processuais são suspensos.

Com informações da Lides, parceira da Agência Estado






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo