ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Mensalao

Deputado Pedro Henry pode ficar na cela de Dirceu e Delúbio

Parlamentar condenado por envolvimento no mensalão teve a prisão decretada nesta sexta e vai cumprir pena em regime semiaberto; defesa pedirá transferência para Cuiabá

13 de dezembro de 2013 | 15h 13
Débora Álvares - O Estado de S. Paulo

Brasília - O deputado Pedro Henry (PP-MT), preso nesta sexta-feira, 13, por envolvimento no mensalão, pode ser companheiro de cela dos petistas José Dirceu e Delúbio Soares, segundo informou seu advogado, José Antônio Duarte Álvares. A ordem de prisão do parlamentar, que renunciou ao cargo antes de se apresentar à Polícia Federal, foi expedida nesta sexta pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao deixar a Superintendência da Polícia Federal em Brasília, o advogado disse ainda que Henry se entregou à PF pouco antes do meio-dia, antes mesmo da formalização do mandado de sua prisão. "Já estávamos aqui quando o documento chegou por e-mail, mas estava inelegível e o original nem sequer foi entregue ainda. O STF ainda está aprendendo a fazer execuções", afirmou. Após passar por exames, ele foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda.

Pedro Henry foi condenado a 7 anos e 2 meses de prisão em regime semiaberto por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O advogado ressaltou que o deputado não tem problemas de saúde que o impeçam de cumprir pena na cadeia. A defesa vai pedir a transferência de Henry para Cuiabá, onde vive sua família, tão logo o processo esteja disponível.

De acordo com Álvares, também serão encaminhadas sugestões de trabalho para o período em que ficar fora da prisão. "Ele (Pedro Henry) é médico, com três especialidades. Não vai ser difícil receber uma oferta de emprego", afirmou. Henry é médico-legista, clínico geral e hiperbárico.





Tópicos: Mensalão, Pedro Henry

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Deputado tem mandato suspenso

  • Deputado tem mandato suspenso
  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo