ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Dilma anuncia R$ 2,5 bi para obras em Belo Horizonte

17 de janeiro de 2014 | 14h 29
BELO HORIZONTE - Agência Estado

A presidente Dilma Rousseff e o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB), trocaram uma série de elogios nesta sexta-feira, 17, durante cerimônia em Belo Horizonte para anúncio de investimentos em mobilidade urbana. Com a justificativa de que não pode "discriminar" ninguém, a presidente anunciou R$ 2,55 bilhões para obras em parceria com a prefeitura comandada por Marcio Lacerda (PSB), que rompeu com o PT nas eleições de 2012 para se aliar ao PSDB comandado pelo senador Aécio Neves (MG), e com o Executivo estadual. Anastasia é apadrinhado de Aécio, provável adversário de Dilma na corrida presidencial de outubro.

"O que nos une é o fato de que todos nós fomos eleitos pelo voto popular. E isso fundamenta nossa cooperação. Ajudar a todos que nos elegeram e também aos que não votaram em nós. Sou presidente de todos os brasileiros. Não posso fazer discriminação por partido político, time de futebol, religião", declarou Dilma, que ainda fez elogios ao governo de Anastasia e classificou de "excepcional" o termo "federalismo cooperativo" usado pelo tucano para classificar a forma de funcionamento do País.

Os ''afagos'' foram mútuos. Em seu discurso, o governador mineiro elogiou a petista por ser "republicana" e ressaltou que a cooperação entre os vários níveis de governo é necessária "para dar solução aos problemas do Brasil". "Exemplo concreto e prático que estamos vivendo nessa cerimônia. Para darmos desdobramentos às políticas públicas de competência das três esferas", disse.

Dos recursos anunciados pela presidente, R$ 2 bilhões serão destinados ao sistema metroviário da região metropolitana de Belo Horizonte, sendo R$ 1,9 bilhão para a construção de duas linhas do metrô da capital. As verbas, que fazem parte dos Programas de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana e Grandes Cidades, também serão destinadas à construção de corredores metropolitanos e obras viárias na capital, como pavimentação e drenagem. Do total de recursos, R$ 1,28 bilhão será do orçamento da União e R$ 1,27 bilhão será aplicado por meio de financiamento.



Tópicos: Dilma, BH, Investimento

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster

  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha
  • Peemedebista lança pré-candidatura em cima de um tanque de guerra



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo