ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Dilma deve se encontrar com líderes no MST na quinta, diz Carvalho

Ministro-chefe da Secretaria-geral da Presidência se encontrou com líderes do movimento nesta quarta e afirmou que presidente deve recebê-los pela manhã

12 de fevereiro de 2014 | 18h 32
Erich Decat - Agência Estado

Brasília - O secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse nesta quarta-feira, 12, que um encontro com a presidente Dilma Rousseff com líderes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) deve ocorrer nesta quinta às 9h. A presidente não presenciou as manifestações nesta tarde, pois estava no Palácio da Alvorada, sua residência oficial.

Integrantes do movimento deixaram a Praça dos Três Poderes após realizarem uma série de protestos em frente ao Palácio do Planalto. Antes de deixarem o local, os representantes do movimento dos sem-terra deixaram algumas barracas de lona preta montadas na Praça. A marcha até o Palácio, segundo integrantes da Polícia Militar contou com cerca de 15 mil pessoas.

De acordo com os militares, as manifestações ocorreram de forma ordeira até a Praça dos Três Poderes. No local, no entanto, houve um início de tumulto após confronto entre alguns manifestantes e policiais militares. Segundo o coronel da Polícia Militar, Florisvaldo Ferreira Cesar, 22 militares ficaram feridos no confronto e um integrante do movimento foi detido.

Questionado se houve algum receio de invasão do Palácio do Planalto, Cesar respondeu: "No momento que eles fizeram acordo com a Segurança Pública de respeitar os limites da segurança e romperam, a gente não sabe o que esperar". Segundo ele, ao todo 400 policiais militares acompanham a marcha. Deste total, 250 estão localizados na Praça dos Três Poderes.





Tópicos: MST, Dilma Rousseff

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo