ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Google está virando ‘o grande monopólio da mídia’, diz ministro

Paulo Bernardo afirmou que a influência da companhia americana no País ‘tem de ser colocada na pauta’

03 de fevereiro de 2014 | 22h 11
Rafael Moraes Moura - O Estado de S. Paulo

BRASÍLIA - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta segunda-feira, 3, que o Google está "se tornando o grande monopólio" da mídia. "As pessoas falam no Brasil que tem monopólio da mídia. Acho que o Google está se tornando o grande monopólio da mídia. E a gente vê assim uma disputa entre teles e TVs que, provavelmente, se durar mais alguns anos, o Google vai engolir os dois", comentou.

"Sou favorável à regulação da mídia, nós precisamos apenas nos colocar sobre qual vai ser o modelo, sobre qual a forma de conduzir isso, se nós vamos fazer um projeto único ou por partes. Temos que incluir questões essenciais, por exemplo, sobre o que acontece na mídia de internet", disse o ministro, repetindo uma posição sua já conhecida.

Questionado sobre se o Planalto tem planos para reduzir a influência de companhias como o Google no País, respondeu: "Isso tem de ser colocado na pauta. Se você tem uma empresa que, num setor, tem 91% de participação, é evidente que talvez seja o caso de discutir." Segundo ele, a maior parte da publicidade do Google é "paga no exterior com cartão internacional". Ele disse, porém, que não está tratando de regular conteúdo.

Para o ministro, há espaço para discutir o assunto este ano. "Temos que estabelecer prioridades. É uma situação que acaba ficando assimétrica, de empresas que começam a vender serviços pela internet e não tem as mesmas responsabilidades que os veículos tradicionais."

Procurado, o Google informou que tem investido "centenas de milhões de dólares no País" desde 2006. "Temos um centro de engenharia em Minas Gerais e uma presença significativa em São Paulo. O Google emprega mais de 600 pessoas no Brasil e em 2012 nós recolhemos mais de R$ 540 milhões em impostos para as diversas esferas do governo brasileiro. Nós pagamos todos os impostos que são devidos no Brasil", afirmou a empresa.





Tópicos: Google, Monopólio

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio

  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio
  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo