ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Manifestantes pró-União Europeia se reúnem em ato em Kiev

08 de dezembro de 2013 | 11h 01
GARETH JONES E RICHARD BALMFORTH - Reuters

Manifestantes pró-Europa se reuniram na Praça da Independência em Kiev neste domingo para um protesto que os organizadores esperam reunir 1 milhão de pessoas, para pressionar o presidente ucraniano, Viktor Yanukovich, a abandonar seu esforço para criar laços mais estreitos com a Rússia.

A manifestação deve aumentar as tensões em meio a um impasse entre o governo e manifestantes furiosos sobre a decisão de desfazer um pacto histórico com a União Europeia em favor de um acordo comercial com Moscou.

Em um gesto que deve enfurecer Yanukovich, os manifestantes içaram um enorme retrato de sua rival Yulia Tymoshenko em uma imponente árvore para celebrar o Ano Novo, enfeitada com cartazes contra o governo.

Os manifestantes estão revoltados com as especulações de que Yanukovich, que se encontrou com o presidente russo Vladimir Putin em Sochi, na sexta-feira, pode levar a Ucrânia a um acordo aduaneiro, uma decisão que a oposição alega se encaixar no projeto de Putin de recriar a União Soviética.

"O país inteiro está sofrendo por causa deste governo", disse a estudante Sasha Trojan, de 20 anos, que pegou um trem para Kiev, da cidade de Poltava, a cerca de 300 quilômetros.

"Se Yanukovich permanecer no poder, vamos acabar como Belarus", disse ela, mencionando os temores da oposição de que Yanukovich, com o apoio do dinheiro russo, reprima a dissidência assim como o presidente Alexander Lukashenko fez na vizinha Belarus.

"Queremos uma Ucrânia europeia", disse Vasil Didukh, de 23 anos, que como muitos dos manifestantes vieram do oeste da Ucrânia, a base do poder de Tymoshenko e de outros líderes da oposição.

Os protestos, os maiores da Ucrânia desde a Revolução Laranja de 2004-05, aumentaram os temores pela estabilidade política e econômica no país ex-soviético de 46 milhões de pessoas, que faz fronteira com quatro países da União Europeia e é a principal rota para o gás russo para Europa.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Deputado tem mandato suspenso

  • Deputado tem mandato suspenso
  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo