ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Maranhão tem o pior acesso à Justiça no País

16 de dezembro de 2013 | 20h 33
MARIÂNGELA GALLUCCI - Agência Estado

Dados divulgados nesta segunda-feira, 16, pelo governo federal mostram que a população do Maranhão tem o pior acesso à Justiça no País e a do Distrito Federal, o melhor. De acordo com o secretário de Reforma do Judiciário, Flávio Caetano, as informações indicam que há uma profunda disparidade entre o Nordeste e o Norte em relação ao Sudeste e Sul.

Elaborado pelo Ministério da Justiça em parceira com instituições como a Universidade de Brasília (UnB), o Atlas do Acesso à Justiça tenta dimensionar como está o acesso à Justiça em cada um dos Estados. É possível verificar, por exemplo, que em mais da metade dos Estados, esse acesso está abaixo da média nacional.

"Ainda temos muita dificuldade de que direitos sejam garantidos pela Justiça. O sistema está congestionado, com mais de 90 milhões de processos. E, por incrível que pareça, ainda falta acesso à Justiça porque não temos uma rede nacional de atendimento ao nosso País", afirmou o secretário.

Atualmente, para calcular o índice de acesso à Justiça, são utilizadas informações sobre os operadores do direito e as unidades de atendimento. No entanto, a ideia dos responsáveis pelo trabalho é incluir análises sobre as prestações de serviço.

O coordenador-geral de Modernização da Administração da Justiça do ministério, Washington Leonardo Guanaes Bonini, comentou o fato de o Distrito Federal ter o melhor acesso à Justiça no País. Segundo ele, nesse caso, há uma distorção porque Brasília concentra vários órgãos da Justiça. "É natural que haja mais equipamentos, mais advogados", disse.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, defendeu o uso da tecnologia para melhorar a prestação dos serviços na Justiça. Ele observou que ainda existem locais onde os processos são costurados a mão.





Tópicos: Maranhão, Justiça

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio

  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio
  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo