ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Ministro vai à CCJ e ouve críticas sobre ?ação política?

03 de dezembro de 2013 | 21h 33
DÉBORA ÁLVARES/ - Agência Estado

Senadores da oposição voltaram nesta terça-feira, 03, a cobrar informações do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre o eventual uso político das investigações conduzidas pela Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgãos que estão sob seu comando. O ministro compareceu voluntariamente à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, antecipando-se à aprovação de um convite do líder tucano no Senado, Aloysio Nunes (SP).

O tom da audiência foi mais ameno do que o duro embate protagonizado por tucanos e Cardozo na semana passada, quando integrantes do PSDB chegaram a pedir sua demissão. O principal questionamento foi levantado por Aloysio, que questionou o ministro sobre o rumo das investigações, que têm São Paulo e Distrito Federal como os principais alvos. O tucano levantou o fato de que os cinco executivos da Siemens que firmaram o acordo de leniência com o Cade aparecerem no Diário Oficial da União como signatários da empresa alemã em pelo menos 33 outros contratos firmados com estatais federais nos últimos dez anos. Esse acordo é uma confissão de prática de condutas irregulares para ser absolvido de futuras punições. "Essa intervenção de São Paulo deve chegar a outras praças onde essa mesma empresa atuou", ressaltou o senador.

Sem polemizar, o ministro a Justiça pediu apenas que essas denúncias sejam levadas a ele formalmente para, então, encaminhar o caso à PF. O procedimento seria idêntico ao que Cardozo disse ter feito no caso da denúncia recebida das mãos do deputado estadual Simão Pedro (PT-SP). Segundo afirmou repetidas vezes ao longo da audiência na CCJ, os documentos que apontam a existência de um cartel de empresas nos metrôs de São Paulo e Brasília chegaram a suas mãos em maio. Em seguida, os papéis foram entregues ao diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, para que ele averiguasse a necessidade de realizar apurações. Isso está, segundo o ministro, dentro de suas atribuições legais.

Cardozo defendeu a autonomia e isonomia da PF e do Cade para investigar o caso. Ressaltou que cabe a ele, como ministro, prezar por tais condutas. "São órgãos republicanos, independentemente do partido que dirija, e cabe ao ministro da Justiça zelar para que isso ocorra", disse. "O ministro da Justiça não pode ser engavetador de denúncias. Não esperem de mim um comportamento juridicamente repreensível", completou.

José Eduardo Cardozo, que nesta quarta-feira, 04, vai enfrentar perguntas dos deputados em audiência na Câmara, elogiou a atuação dos senadores da oposição. Mas o embate deve ser mais acirrado. Tanto que o secretário de Energia do estado de São Paulo, José Aníbal (PSDB), pediu licença do cargo para retomar o posto de deputado federal e participar da audiência. Na semana passada, Aníbal era dos mais aguerridos nas críticas contra Cardozo.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster

  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha
  • Peemedebista lança pré-candidatura em cima de um tanque de guerra



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo