ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

PPS cobra fatura do PSB e apoio da sigla em três disputas estaduais

Cúpulas dos dois partidos se reúnem nesta sexta-feira, em Brasília, para acertar os detalhes da aliança em torno da campanha presidencial

13 de fevereiro de 2014 | 21h 05
João Domingos - Agência Estado

Brasília - As cúpulas do PPS e do PSB se reúnem nesta sexta-feira, 14, em Brasília para tentar acertar uma aliança para a eleição presidencial deste ano. O PPS vai pedir ao PSB apoio a três candidatos do partido ao governo estadual em contrapartida à aliança fechada com o pré-candidato à Presidência da República Eduardo Campos. Mas deverá receber um não pelo menos na exigência de que o PSB abra mão da candidatura do senador Rodrigo Rollemberg ao governo do Distrito Federal para apoiar a deputada distrital Eliana Pedrosa.

O PSB considera que a candidatura de Rollemberg está consolidada e é importante para o projeto do partido, de tornar Eduardo Campos competitivo, com possibilidade de chegar à frente do tucano Aécio Neves no primeiro turno da eleição presidencial. O senador tem forte ascendência sobre a juventude de Brasília e na classe média, onde sempre foi muito bem votado. O PSB considera ainda que Rollemberg tem condições de vencer o governador Agnelo Queiroz (PT), que disputará a reeleição.

Quanto aos dois outros pedidos do PPS, o PSB tende a aceitá-los. Um é participar da coligação da deputada estadual Eliziane Gama, que vai disputar o governo do Maranhão; outro, é dar apoio ao vice-prefeito de Manaus, Hissa Abrahão, que concorrerá ao governo do Amazonas. A lista de pedidos ao PSB será entregue a Eduardo Campos hoje, durante encontro dos dois partidos, às 10 horas. O PPS queria que Campos permanecesse na reunião durante todo o dia. Mas o governador fará apenas um "bate-volta", pois tem um almoço em Recife.

O encontro desta sexta será o primeiro após o ingresso do PPS na condição de participante do plano de governo da aliança PSB/Rede. Além das diretrizes da coligação, agora integrada pelo partido, os dirigentes vão debater a atual conjuntura política e os cenários eleitorais para 2014 em todo o País.

Na terça-feira à noite, Eduardo Campos acertou com a ex-ministra Marina Silva o lançamento do deputado Márcio França ao governo de São Paulo. A Rede defendia o nome de Walter Feldman. Também ficou acertado que a coligação participará da aliança com o deputado Miro Teixeira (PROS), e que em Minas Gerais e no Paraná apoiará o candidato do PSDB.

No Rio Grande do Sul, poderá se coligar com o PP, que disputará o governo com a senadora Ana Amélia.



Tópicos: Eleições 2014, PSB, Rede, PPS

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo