ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Prefeito de Traipu, em Alagoas, foge para não ser preso

20 de setembro de 2011 | 20h 28
RICARDO RODRIGUES - Agência Estado

O superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegado Amaro Vieira, admitiu hoje em entrevista coletiva à imprensa que o prefeito de Traipu, Marcos Santos, e sua esposa, Juliana Kummer, tenham fugido beneficiados pelo vazamento da ''Operação Tabanga'', deflagrada hoje pela PF, em parceria com a Controladoria Geral da União (CGU), o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual (MPE), a Força Nacional e as Polícias Civil e Militar.

"Não só admitimos essa possibilidade como vamos investigar quem teria vazado as informações. No entanto, não podemos deixar de levar em consideração que o alvo da ação (o prefeito) é uma pessoa muito astuta e já vinha sendo investigado, além de já ter sido outras vezes em outras operações", afirmou Amaro.

Segundo o superintendente, ao todo, dos 15 mandados de prisões que estavam para serem cumpridos - pela PF e pela Polícia Civil - quatro foram executados e onze estão em aberto. Entre os foragidos estão o prefeito e a primeira-dama do município de Traipu, que fica a 178 quilômetros de Maceió. O prefeito e a primeira-dama teriam fugido de barco, atravessado o rio São Francisco, com destino a Sergipe.

Segundo o procurador da República José Godoy Barbosa de Souza, além do afastamento do prefeito, o Ministério Público Federal conseguiu a indisponibilidade dos bens de Marcos Santos, considerado o chefe da quadrilha.

Entre os bens bloqueados estão 26 veículos, duas casas, quatro fazendas e 658 cabeças de gado. Durante a operação, foram apreendidas 19 armas nas casas e fazendas dos acusados. Segundo o delegado Amaro Vieira, "80% dessas armas são de grosso calibre, o que demonstra o poder de fogo dessa quadrilha".




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo