Serra ironiza Lula e diz que Rodoanel não tem problema com TCU

Governador entregou trecho sul da obra nesta terça, mas carros só poderão circular na quinta-feira

SILVIA AMORIM, O Estado de S.Paulo

30 Março 2010 | 15h25

Um dia depois do presidente Luiz Inácio Lula da Silva declarar que é "um transtorno" fazer grandes obras no País, o governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou nesta terça-feira, 30, que sua gestão mostrou competência ao entregar o trecho sul do Rodoanel sem o questionamento de órgãos fiscalizadores do setor público. Em discurso no que deve ser a sua última inauguração antes de deixar o cargo, Serra disse que o Rodoanel não tem problemas com o Tribunal de Contas da União (TCU) e do Estado (TCE), e nem com o Ministério Público Federal e Estadual.

 

Veja também

linkPSDB espera 5 mil militantes na despedida de Serra do governo

linkApós serem barrados, petistas desistem de inspeção de Serra no Rodoanel

linkDilma critica FHC e diz que governo tucano foi 'omisso'

 

"Eu posso dizer que foi uma obra aprovada inclusive antes de sua conclusão definitiva por todos os órgãos de controladoria do Brasil. Foi dada uma demonstração no nosso governo de competência para fazer acontecer", afirmou.

 

As declarações contrastam com o que disse Lula na segunda-feira, 29, durante lançamento da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Ao citar as dificuldades enfrentadas pelo governo para a conclusão da Ferrovia Transnordestina, o presidente criticou o "transtorno" que é fazer uma "obra de grande envergadura" no país. Em outras ocasiões, Lula já havia criticado a ação do TCU, que tem colocado sob suspeita diversas obras do governo federal.

 

Serra preferiu manter o contraste nas entrelinhas, e disse concordar com o presidente. "Ontem (segunda) o presidente Lula falava da dificuldade de se fazer obra no Brasil. Não basta só ter dinheiro, a gente sabe disso. O problema que o Lula apontou é real", afirmou. Para o tucano, o fato de estar entregando o Rodoanel sem problemas com os órgãos fiscalizadores é sinal de que São Paulo esta no caminho certo. "Isso valoriza ainda mais a realização que hoje mostramos à nossa população", concluiu.

 

O que antes estava programado para ser apenas uma vistoria, conforme divulgado pela assessoria do governo, acabou virando inauguração. Ainda assim, o trecho sul do Rodoanel somente será liberado ao tráfego na próxima quinta-feira. Em alguns lugares ainda é possível verificar que as obras continuam em andamento.

 

Serra deve anunciar oficialmente que deixará o cargo de governador para concorrer à Presidência nesta quarta-feira, 31. O processo de desincompatibilização deverá ser concluído na sexta-feira, 2, com o envio de uma carta de renúncia à Assembleia Legislativa.

 

Campanha antecipada

 

Diante de manifestações de trabalhadores da obra em favor da sua candidatura à presidência no evento, que gritavam Brasil Urgente, Serra Presidente, Serra pediu para que parassem e sutilmente criticou ao PT. "Aqui não queremos campanha antecipada, nem de um lado nem de outro. Se o outro faz, a gente faz um esforço pra ficar quieto."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.