ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Situação continua indefinida na fronteira com a Bolívia

26 de abril de 2012 | 20h 30
ITAAN ARRUDA - Agência Estado

O exército boliviano entrou em território brasileiro em missão militar para retirada das famílias de seringueiros do Acre. Não se sabe ao certo quantos soldados cumprem a missão. Houve momentos de tensão entre soldados e trabalhadores extrativistas.

Não há registro de mortes, mas parte da produção dos seringueiros da extração de castanha e parte do gado está sendo confiscada pelos militares. O Incra calcula que haja 500 famílias de brasileiros nessa região.

Há relatos de que militares bolivianos chegaram a abastecer os veículos em postos de combustível de Capixaba, cidade acreana na fronteira com a Bolívia. Soldados brasileiros já se instalaram em regiões estratégicas para evitar nova entrada de militares da Bolívia.

Uma reunião entre representantes do Governo do Acre, Exército Brasileiro e embaixada brasileira em La Paz foi realizada nesta quinta à tarde em Capixaba.

Eduardo Paes Saboya, ministro da Embaixada do Brasil em La Paz comprometeu-se a relatar a situação para o Itamaraty e para as autoridades da Bolívia. Não se sabe ao certo o que motivou a mudança de postura do exército boliviano. A mesma operação tem sido realizada m outras áreas de fronteira com o Acre sem nenhum tipo de tensão.

Na região do rio Chapamano e do rio Xiramano, o extrativista Fernando Rodrigues Calado e a esposa Delzineide de Assis da Silva viveram momentos de tensão. A casa de farinha onde beneficiavam a mandioca foi queimada pelos soldados bolivianos.

"Sabemos que estamos em terras alheias, mas há uma forma decente de tirar as famílias daqui", indignou-se Francisco Calado, irmão de Fernando. Junto com mais 10 famílias, os irmão armazenaram parte da extração de castanha para vender.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio

  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio
  • Pasadena não foi um bom negócio, diz Graça Foster
  • Candidatos de oposição escolhem São Paulo para sediar campanha



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo