ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

Tarso impõe condições para candidatura à reeleição

19 de dezembro de 2013 | 19h 49
ELDER OGLIARI - Agência Estado

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), condicionou sua candidatura à reeleição à aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) que muda o índice de correção da dívida dos Estados com a União e à presença da presidente Dilma Rousseff em palanque único na campanha de 2014.

"Se o PLC da dívida não for aprovado antes das eleições não sou candidato. Não é porque não quero servir ao meu partido, é que o próximo governador vai fazer apenas o que estamos fazendo agora, manter os projetos em andamento e pagar salários", disse, durante encontro com jornalistas nesta quinta-feira, 19. "Sou militante político, tenho projeto, uma utopia, vontades programáticas de avançar, produzir, fazer o Estado crescer", destacou. "Se esse projeto não for aprovado não vai ocorrer isso". O projeto prevê a troca do índice de correção das dívidas estaduais, do IGP-DI mais 6% ao ano para o IPCA mais o que for menor entre um porcentual de 4% ou a taxa Selic e está à espera de votação no Senado.

Tarso também defendeu palanque único, dele com a presidente Dilma Rousseff, no Rio Grande do Sul. A direção nacional do PT é pressionada pelo PMDB gaúcho a aceitar que Dilma participe dos palanques dos dois partidos no Estado ou de nenhum. "Eu sou o representante da presidente Dilma aqui, eu apoio a presidente Dilma, grande parte dos nossos projetos estratégicos está ancorada no projeto da presidente Dilma", justificou. "Então é natural que haja expectativa de nosso partido que ela tenha um palanque único aqui", prosseguiu. "Se não tiver palanque único vamos discutir quem é o mais indicado e eu vou argumentar que não sou eu".

Ao final, Tarso admitiu que "há boa possibilidade" de que acabe sendo o candidato "fechando esses dois elementos". Aceitas as condições, prevê que entrará na campanha "com vontade" e que se dedicará a ela "como um trator político, no bom sentido da expressão".



Tópicos: Tarso, Reeleição

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

"Relatório foi omisso", admite Gabrielli

  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta
  • Cerveró discorda que Pasadena era mau negócio



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo