ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Notícias > Política

TSE inclui Solidariedade no cálculo do rateio do Fundo Partidário

Liminar foi concedida pelo ministro Marco Aurélio, presidente da Corte; valor ficará retido até uma decisão final do plenário sobre se a legenda tem direito ou não aos recursos

13 de janeiro de 2014 | 18h 08
Ricardo Brito - O Estado de S. Paulo

Brasília - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, concedeu liminar para determinar a inclusão do Solidariedade no rateio da maior fatia de recursos do Fundo Partidário, que deve destinar este ano R$ 364 milhões. Dessa forma, a nova legenda, que deve se aliar nas eleições presidenciais de outubro ao PSDB do senador Aécio Neves (MG), pode ter direito a entrar na fatia dos 95% destinados proporcionalmente à votação da última eleição geral para a Câmara dos Deputados.

O cálculo será feito tendo como base o número de deputado federais que mudou de outros partidos para a Solidariedade. Atualmente, a legenda tem 22 deputados federais. Entretanto, o valor será retido pela Justiça Eleitoral até que o julgamento final de uma ação que corre no TSE e discute se, efetivamente, o partido tem direito a participar do maior bolo do fundo.

Dados do TSE mostram que, até o momento, o Solidariedade tem entrado apenas no rateio dos 5% que são distribuídos igualmente em recursos do Fundo Partidário a todas as legendas. Desde outubro, um mês após ter o registro aprovado pelo tribunal, o partido tem amealhado cerca de R$ 38 mil mensais de participação do fundo.

Se o partido vencer a ação judicial, os demais partidos que perderam deputados para o Solidariedade terão redução nos valores que recebem do fundo. Um órgão específico do tribunal está fazendo a conta da divisão.

Na ação, a nova legenda argumentou que poderia sofrer um prejuízo irreparável ao não ter direito a entrar no rateio da maior fatia do fundo. Por isso pediu o bloqueio dos valores, que mensalmente são distribuídos aos partidos. Na decisão, Marco Aurélio Mello mencionou o caso do Partido Pátria Livre, que, apesar de ter tido o direito reconhecido a fazer parte do rateio do fundo, deixou de receber por não ter feito o pedido.  




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Deputado tem mandato suspenso

  • Deputado tem mandato suspenso
  • "Relatório foi omisso", admite Gabrielli
  • Pré-candidato do PV vai ao trabalho de bicicleta



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo