Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Tecnologia
Início do conteúdo

MySpace chega ao Brasil para disputar com Orkut

Maior rede social americana prepara lançamento da versão em português para fevereiro

15 de outubro de 2007 | 17h 16

A rede social MySpace, de grande sucesso nos Estados Unidos, virá ao Brasil em quatro meses para competir com o Orkut, afirma o jornal Financial Times nesta segunda-feira, 15. O País está incluído na estratégia da News Corp, empresa por trás do MySpace, de disponibilizar o serviço em outras línguas. Índia, Polônia e Rússia também terão versões locais.

 

Veja também:

 Orkut perde popularidade e sai do ranking das redes sociais

 

No Brasil, a guerra será entre o Google, dono do Orkut, e a News Corp, controlada pelo magnata Rupert Murdoch.

 

O MySpace começou a traduzir seu conteúdo há cerca de um ano e meio - hoje está em 20 países, com 12 línguas, incluindo francês, alemão e japonês.

 

Estatísticas da rede social apontam que o número de visitantes aos sites europeus aumentou mais de 68% no ano passado, alcançando 25 milhões de acessos por mês. É o maior site de relacionamentos em quase toda a Europa (fica em segundo lugar no Reino Unido, na Alemanha e na França).

 

A expansão para Brasil e Índia pode ser desastrosa, já que o mercado é dominado pelo Google por meio do Orkut. Na Polônia, o site Grono.net tem grande apelo, com mais de 1,3 milhão de usuários registrados. Na Rússia, o site de blogs americano LiveJournal, é a rede social número um, seguida da empresa local Yandex.

 

"Os sites locais não vão desaparecer", afirma Nick Thomas, analista de mercado da Jupiter Research. "Há um limite de quantas redes sociais as pessoas querem fazer parte; quanto mais antigos os sites locais, mais difícil de competir." O Orkut se tornou popular no Brasil em 2004.

 

Travis Katz, presidente das operações internacionais do MySpace, admite que a expansão dos serviços é um desafio. "Nos Estados Unidos, começamos há quatro anos, antes de todos. Na Europa é diferente: chegamos depois e sofremos concorrência forte", afirma.

 

De acordo com Katz, as versões do MySpace no Brasil, Índia, Polônia e Rússia podem, no início, ser um fracasso.

 

"Inicialmente, lançamos a rede em países onde poderíamos lucrar, já que havia um mercado desenvolvido de publicidade online. Agora estamos nos movendo em direção a países com grau bem menor de desenvolvimento. O momento de chegar é agora, para ajudar os mercados publicitários a se desenvolver", diz Katz.

 

Nos Estados Unidos, cerca de 18% dos usuários de internet estão cadastrados em alguma rede social. Na Europa o número é menor: 14%.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo