Astronautas concluem última caminhada espacial da última missão do Atlantis

Estação Espacial recebe novas baterias para durara té 2020, após aposentadoria dos ônibus espaciais

Associated Press

21 Maio 2010 | 15h25

O astronauta Michael Good trabalha do lado de fora da Estação Espacial Internacional. Nasa TV

 

Astronautas completaram a tarefa de instalar seis novas baterias na Estação Espacial Internacional (ISS). Este era a última grande tarefa da tripulação do ônibus espacial Atlantis, que realiza sua viagem final. A nave deve ser aposentada este ano, e a missão em curso é a última prevista.

 

A caminhada espacial desta sexta-feira foi a terceira e última. Três horas depois de saírem ao espaço,  Garrett Reisman e Michael Good já haviam instalado as duas baterias que faltavam. Quatro já haviam sido colocadas na quarta-feira.

 

Trocar as baterias originais da ISS, que já duravam dez anos, foi uma tarefa difícil. Havia parafusos a desatarraxar e apertar de novo, e as baterias são volumosas: caixas de 90 centímetros de largura, pesando 170 kg cada.

 

Com o fim dos voos de ônibus espaciais previsto para novembro e a vida útil da ISS prorrogada até 2020, a Nasa quer garantir que a base orbital tenha o máximo de insumos para o longo prazo, o que inclui baterias novas. As baterias de níquel-hidrogênio são carregadas pela luz do Sol e fornecem energia quando a ISS está no escuro. cada uma custa US$ 3,6 milhões.

 

Além da troca de baterias, os astronautas conectaram um novo cabo ao sistema de refrigeração da estação e realizaram outras tarefas.

Mais conteúdo sobre:
atlantis estação espacial espaço nasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.