Cachorro defende o corpo do dono morto por 6 semanas

Investigadores disseram que o cachorro provavelmente manteve os coiotes longe do corpo

AP

13 Agosto 2008 | 17h22

Um cachorro tomou conta do corpo de seu dono por seis semanas, depois que o homem cometeu suicídio nos planaltos do Colorado, disseram as autoridades.   O corpo de Jake Baysinger, de 25 anos, foi encontrado no domingo, 10. Cash, seu pastor alemão, foi encontrado ao seu lado, magro e desidratado, mas ainda vivo. Aparentemente, Cash sobreviveu comendo ratos e coelhos.   A causa da morte de Baysinger foi determinada como suicídio algum tempo depois, quando os policiais encontraram uma arma, declararam as autoridades nesta quarta-feira, 13.   Cash foi devolvido à mulher de Baysinger, Sara, e ao seu filho de dois anos, Lane. Ela disse que o menino é "muito próximo do cachorro" e está feliz por vê-lo de novo.   Investigadores disseram que o cachorro provavelmente manteve os coiotes longe do corpo.

Mais conteúdo sobre:
meio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.