Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Educação
Início do conteúdo

Enem 2013 registra abstenção de 29%

De acordo com o Ministério da Educação, cerca de 5 milhões de candidatos fizeram o exame neste fim de semana; até agora 36 pessoas foram eliminadas por postarem fotos de dentro dos locais de prova

27 de outubro de 2013 | 20h 28
Lígia Formenti - O Estado de S. Paulo

O ministro da Educação, Aloízio Mercadante, informou neste domingo, 27, que cerca de 5 milhões de estudantes participaram das provas do Exame Nacional do
Ensino Médio (Enem) e que números preliminares indicam abstenção de 29%. O número de participantes deste ano foi 20% superior ao do ano passado, mas a abstenção projetada agora é maior do que a de 2012, que foi de 28,9%.

Para Mercadante, o Enem foi tranquilo. "Tivemos algumas ocorrências, mas nada que mereça destaque”, disse ele. "Agora começa a nova fase, que é a correção das provas. Tomamos medidas para aumentar o rigor na correção, aumentamos o número de corretores", disse Mercadante. O gabarito oficial será divulgado dia 30. Os resultados serão apresentados no início de janeiro.

Doze jovens postaram fotos do cartão de matrícula nas redes sociais e foram excluídos, conforme determinação dada pelo Ministério da Educação (MEC). Neste ano, até agora, 36 pessoas foram excluídas por esse motivo. De acordo com Mercadante, 2 milhões de twittes foram monitorados. A equipe de fiscalização continuará atuando, garantiu. "A rede se deu conta que continuaremos a fazer isso", disse. "Se for descoberto que alguma cláusula foi violada, quem a violou será excluído da prova. Não podemos permitir que alguém ingresse no sistema depois de ter violado um exame que tanto esforço deu para ser elaborado."

O ministro comentou uma charge dos anos 1960, que trazia a palavra gasolina grafada com 'z'. "O MEC não pode alterar uma obra de arte, por qualquer razão que seja." Como argumento, ele mostrou uma pesquisa feita nas edições dos jornais O Globo, Folha e Estado, com vários registros da palavra gasolina com z. Ele observou que os registros se referiam a publicações históricas. "A imprensa estaria cometendo o mesmo problema” (se for levada em consideração a grafia da época e a de agora).

O ministro ponderou que o autor do livro, que reproduz a charge, defende a manutenção da grafia com 'z'. Mercadante foi questionado sobre o fato de a mesma charge ter sido usada num exame da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). "Respeitamos a UERJ, mas nosso compromisso é com a obra." O ministro disse considerar toda discussão importante. "Continuaremos aprimorando o Enem. Problemas são sempre incorporados com um diálogo construtivo. O trabalho para o próximo Enem começa amanhã [segunda-feira]."

Mercadante está convicto de que o trabalho de preparação foi muito eficiente. Ele lamentou a morte de um candidato, Fernando Ximenez, que foi atingido por uma carreta, na cidade de Varginha, em Minas Gerais. Em Unaí, também em Minas,um radialista fotografou o local da prova e tentou sair. Ele foi preso por ter tentado violar o sigilo da prova.

Na etapa deste domingo, alunos responderam questões de Linguagens, Códigos, Matemática e fizeram uma redação. De acordo com o MEC, foram usadas 15 mil salas de aula para as provas e 687 mil pessoas ttrabalharam como colaboradores na maior edição da história do Enem. Neste ano, pela primeira vez, todas as provas foram transportadas em envelopes com cadeado eletrônico e GPS. O sistema permite identificar o exato momento da abertura dos pacotes. Em 2012, o sistema também foi usado, como teste, mas apenas em alguns locais.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão




Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo