Ao Vivo

Estadão

Acompanhe o carnaval 2015 no Brasil

Siga a cobertura ao vivo da folia pelas ruas do País

A festa popular mais conhecida no Brasil começou! Acompanhe os principais blocos em São Paulo e no Rio, os desfiles nos sambódromos do Anhembi e na Sapucaí e a folia em importantes capitais brasileiras. Aqui você também encontrará informações sobre o trânsito na capital paulista e nas estradas. Para participar da cobertura interativa, mande sua foto com #Estadaocarnaval pelo Instagram, Twitter ou Facebook.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 20h01

    18/02/2015

    Encerramos aqui a cobertura ao vivo do carnaval 2015 no Brasil. Obrigada por nos acompanhar!

  • 19h50

    18/02/2015

    Veja aqui uma galeria com fotos do desfile da Beija-Flor, campeã do carnaval carioca.

  • 19h43

    18/02/2015

    Relembre o desfile da Beija-Flor: 

     

  • 19h39

    18/02/2015

    Veja as notas das escolas de samba do Rio de Janeiro aqui.

  • 19h35

    18/02/2015

    Vitória da Beija-Flor no carnaval do Rio vira meme nas redes sociais. Leia mais aqui

      

  • 19h30

    18/02/2015

    A Viradouro, que havia saído da Série A em 2014, foi novamente rebaixada. Ela abriu os desfiles do Grupo Especial sob forte chuva. 

  • 19h28

    18/02/2015

    Quatro décimos separaram o Salgueiro, vice-campeão, da Beija-Flor. Durante a leitura das notas, as escolas chegarma a ter apenas um décimo de diferença. Leia mais aqui.

  • 19h22

    18/02/2015

    Veja aqui o resultado completo da apuração das notas das escolas de samba do Rio de Janeiro.

  • 19h20

    18/02/2015

    O desfile da Beija-Flor, na segunda-feira, contou com apenas uma autoridade do país homenageado: Benigno-Pedro Matute Tang, embaixador de Guiné Equatorial no Brasil. Outros integrantes do governo, entre eles o vice-presidente, Teodoro Nguema Obiang Mangue, o Teodorín, filho do presidente, acompanharam o desfile de um camarote particular, de onde Teodorín acenou bastante quando o embaixador passou, sobre o carro alegórico. Leia mais aqui. 

  • 19h17

    18/02/2015

    Salvador: O forte aumento nos casos de agressões com armas de fogo dentro ou nos arredores dos circuitos do carnaval, porém, manchou a folia de Salvador este ano. Foram 21 vítimas de disparos desde a noite de quinta-feira, quando a festa foi oficialmente iniciada, das quais duas morreram - um homem de 26 anos e um adolescente de 16. No carnaval de 2014, haviam sido registrados três casos, com uma morte. Sobre o avanço dos crimes com armas de fogo, o prefeito disse que ainda vai se reunir com o governo do Estado "para entender melhor o motivo desse aumento e ver como a prefeitura pode ajudar", mas afirmou ter achado as fiscalizações nos acessos aos circuitos mais brandas que as do ano passado. "Este ano não foram colocadas as barreiras de acesso aos circuitos", reclamou. "Acho que elas inibem muito a entrada de pessoas com armas." (Tiago Décimo/ Estadão)

  • 19h14

    18/02/2015

    Integrantes da Beija-Flor comemoram o título de campeã do carnaval carioca.

    FABIO MOTTA/ESTADÃ?O

    FABIO MOTTA/ESTADÃ?O

    FABIO MOTTA/ESTADÃ?O

    FABIO MOTTA/ESTADÃ?O

    FABIO MOTTA/ESTADÃ?O

  • 19h10

    18/02/2015

    Com enredo sobre a Guiné Equatorial, país de 700 mil habitantes situado na África e governado há 35 anos por um ditador, a Beija-Flor foi a campeã no carnaval do Rio. Leia mais aqui.

  • 19h08

    18/02/2015

    A Beija-Flor, escola campeã, tirou nota máxima em todos os quesitos, com excessão do Samba Enredo, no qual recebeu um 9.9. O Salgueiro, que ficou em segundo lugar, perdeu dois décimos no quesito Mestre-Sala e Porta-Bandeira, e um décimo no quesito Evolução

  • 19h06

    18/02/2015

    Veja aqui o resultado completo da apuração das notas das escolas de samba do Rio de Janeiro.

  • 19h02

    18/02/2015

    Salvador: De acordo com o governo do Estado, o número de turistas na cidade durante a folia foi de 700 mil, 30% a mais que o registrado no carnaval de 2014. O volume de recursos deixados na cidade durante a festa, segundo o governo, chega a R$ 750 milhões. "Nossa intenção é manter e ampliar esse movimento de trios sem cordas", diz o prefeito. "Vamos estudar mecanismos de financiamento para que mais atrações possam sair sem cordas. Este carnaval mostrou que é fundamental que a gente possa garantir este espaço ao folião. Essa garantia contribui até com a diminuição da violência." O governador da Bahia, Rui Costa, concorda com o prefeito. "Blocos com corda têm limitação de espaço e isso é uma das principais causas de brigas, seja entre os próprios integrantes do bloco, dos 'de dentro' com quem está fora, ou com os cordeiros, ou entre os cordeiros e o folião pipoca", diz. "É uma diferença enorme, há um número muito maior de registros de violência em blocos com corda do que nos sem corda. O que vemos é que, quanto menos corda, menos violência." (Tiago Décimo/ O Estado de S. Paulo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.