Ao Vivo

Estadão

57ª edição do Grammy

A 57ª edição do Grammy foi realizada neste domingo, 8, no Staples Center, em Los Angeles. Sam Smith foi o grande vencedor da noite. O inglês faturou os principais prêmios. Veja como foi:

Sam Smith, cantor inglês de 22 anos, foi o maior vencedor do Grammy 2015. Ele ficou com quatro prêmios: Canção e Gravação do ano, por Stay with me, Álbum pop vocal, por In the lonely hour, e Revelação. Beck, que teve o Álbum do ano, Beyoncé e Pharrell Williams tiveram três Grammys cada.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 18h58

    08/01/2016

    Video aqui:

  • 03h34

    09/02/2015

    Encerramos a cobertura da 57ª edição do Grammy. Muito obrigado a você que nos acompanhou. Confira como foi a cerimônia de premiação do evento e a lista completa dos vencedores clicando aqui. Boa noite a todos.

  • 03h32

    09/02/2015

    O Grammy faz uma homenagem aos músicos que morreram no ano passado: Joe Cocker, Pete Seeger, Jack Bruce, Tommy Ramone, Bobby Womack, Horace Silver e outros são homenageados

  • 03h31

    09/02/2015

    Beyoncé sobe ao palco para interpretar músicas do filme Selma, que conta a história da luta por igualdade racial nos anos 60 nos EUA. Common e John Legend vêm em seguida cantar Glory, música do filme que é uma das favoritas ao Oscar.

    AFP

  • 03h24

    09/02/2015

    Sam Smith é o grande nome do Grammy; veja a lista dos vencedores:

    AP

  • 02h10

    09/02/2015

    Sam Smith leva mais um prêmo. O jovem de 22 anos levou a estatueta de Gravação do Ano.

  • 01h55

    09/02/2015

    Sam Smith vence o Grammy de canção do ano pela música Stay With Me.

  • 01h42

    09/02/2015

    Como? Beck surpreende a todos e vence o prêmio de Melhor Disco do Ano. Para quem esperava pela vitória de Beyoncé ou Sam Smith, o poderoso Morning Phase deu um tapa de luva. (João Paulo Carvalho - O Estado de S.Paulo)

  • 01h40

    09/02/2015

    O trio Paul McCartney, Rihanna e Kayne West.

    Lucy Nicholson/Reuters

  • 01h34

    09/02/2015

    De Paul mesmo, não apareceu nada. Nem a voz nem o violão. Foi um exercício de humildade tornar-se um sideman, um backing vocal de Rihanna e Kanye West cantando FourFiveSeconds. A simplicidade é um exercício, e Paul tem encarado alguns momentos de sua vida acostumada às estrelas com uma serenidade exemplar. Garotos da internet, quando souberam que seus ídolos do R&B estavam gravando com o Beatle, perguntaram em tom sério "quem é esse que está cantando com Kanye?". Mas o Grammy foi demais, ultrapassou os limites do blasesismo saudável e se tornou quase um desrespeito para quem ficou acordado até às 01h30 esperando pelo encontro. Nunca uma colaboração de Paul a um projeto foi tão, para respeitá-lo como o rei que é, discreta. (Julio Maria - O Estado de S.Paulo)  

  • 01h30

    09/02/2015

    Usher em bela parceria com Stevie Wonder no palco do Grammy.

    John Shearer/AP

  • 01h11

    09/02/2015

    Jessye J com Tom Jones, Lady Gaga com Toni Bennett. Há algo aí no encontro de gerações presente neste Grammy. Não se sabe quem se escora em quem, mas um fato fica visível. 'Cheeck to Cheeck', assim como outros temas do cancioneiro norte-americano gravados pela dupla Bennett Gaga, revela uma Lady Gaga estupenda, quase a reinvenção de uma artista. Beyoncé já havia mostrado ao que também veio ao mundo ao cantar At Last, de Etta James. Há muito mais do que produção e escândalos sustentando essas cantoras norte-americanas. (Julio Maria - O Estado de S.Paulo)

    Lucy Nicholson/Reuters

  • 00h54

    09/02/2015

    Katy Perry mostra  o que aprendeu na Igreja durante a sua infância e adolescência na apresentação no Grammy. A cantora canta de maneira impecável a música By the Grace of God (Renato Vieira - O Estado de S.Paulo)

  • 00h47

    09/02/2015

    Beyoncé e Pharrell Williams têm três Grammys cada um. Sam Smith tem dois. Mas ainda faltam as categorias principais (Álbum, Gravação e Canção).

  • 00h34

    09/02/2015

    Hozier e Annie Lennox finalmente mostram uma boa performance neste 57ª cerimônia do Grammy. Take Me To Church, cantada por ele, e I Put a Spell On You, na voz dela. Arrebatador, enfim. (Pedro Antunes - O Estado de S.Paulo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.