Ao Vivo

Estadão

AO VIVO: STF rejeita habeas corpus de Lula por 6 votos a 5

Supremo nega pedido feita pela defesa do ex-presidente para evitar a prisão no caso triplex investigado pela Lava Jato

Condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) no caso triplex do Guarujá, o petista já teve seus recursos negados na segunda instância da Justiça Federal e também não teve sucesso no habeas corpus enviado ao Superior Tribunal de Justiça. Nesta quarta, seu HC foi negado pelo Supremo Tribunal Federal por 6 votos a 5. Entenda os possíveis cenários jurídicos para o ex-presidente. 

 

+ Horário eleitoral: Acompanhe ao vivo o julgamento de Lula no TSE

 

Às vésperas do julgamento do HC de Lula, o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, escreveu no Twitter que a Força 'julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia'. Segundo o general, o Exército 'se mantém atento às suas missões institucionais'.  

 

A declaração do general dividiu os presidenciáveis. Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República, reagiu: 'Se for o que parece, outro 1964 será inaceitável'.

 

Acompanhe ao vivo a sessão do STF com bastidores e análises do BR18 e da Coluna do Estadão.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 00h55

    05/04/2018

    Encerramos neste momento a cobertura ao vivo da sessão do Supremo Tribunal Federal (STF). Continue ligado no noticiário do Estado, no Blog do Fausto, na Coluna do Estadão e no BR18 para saber os desdobramentos sobre a decisão desta quarta-feira, 5. Obrigado e boa noite!

     

    Foto: Dida Sampaio/Estadão

    Dida Sampaio/Estadão

  • 00h51

    05/04/2018

    O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira, 5, por 6 votos a 5, rejeitar o habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Saiba mais no Blog do Fausto.

     

    Foto: Dida Sampaio/Estadão

     

     

    Dida Sampaio/Estadão

  • 00h48

    05/04/2018

    A sessão  do Supremo Tribunal Federal (STF) que rejeitou o habeas corpus ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durou cerca de 10 horas e 40 minutos.

  • 00h46

    05/04/2018

    A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, encerrou a sessão.

  • 00h45

    05/04/2018

    A liminar está cassada por maioria.

  • 00h43

    05/04/2018

    O ministro Ricardo Lewandowski acompanhou o ministro Marco Aurélio Mello. Os dois defendem que a liminar seja extendida até a publicação do acórdão.

  • 00h39

    05/04/2018

    O ministro Ricardo Lewandowski afirma, em sua fala, que um julgamento só acaba com a publicação do acórdão. Por isso, a liminar que impedia a prisão de Lula até o final do julgamento ainda valeria. 

  • 00h37

    05/04/2018

    O ministro Dias Toffoli diz que liminar que foi dada a Lula não foi algo inédito na Corte.

  • 00h33

    05/04/2018

    Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux votam contra a liminar. 

     

  • 00h32

    05/04/2018

    No momento, os ministros analisam uma liminar da defesa de Lula sobre a validade da ação apenas após o julgamento das ações declaratórias de constitucionalidade sobre o mesmo tema. 

     

  • 00h30

    05/04/2018

    Ministros do STF começam a discutir validade da liminar dada a Lula em 22 de março.

     

  • 00h29

    05/04/2018

    Veja como cada ministro votou no julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula. 

  • 00h26

    05/04/2018

    Ministra Cármen Lúcia acompanha o relator Edson Fachin e nega o habeas corpus pedido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O HC teve seis votos contrários e cinco favoráveis.

  • 00h26

    05/04/2018

    Em seu voto, a ministra Cármen Lúcia diz que é preciso dar ênfase ao princípio da igualdade. Em sua visão, não é certo tratar de maneira diferente os que têm mais ou menos recursos financeiros. 

     

  • 00h25

    05/04/2018

    Cármen Lúcia: "O STF já admitiu antes possibilidade da prisão em segunda instância".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.