Ao Vivo

Estadão

Atentados na França

Quatro ataques deixam mais de 100 mortos em Paris

Série de atentados deixa rastro de terror na capital francesa. Acompanhe:

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 21h03

    14/11/2015

    Encerramos aqui a nossa cobertura ao vivo dos ataques terroristas ocorridos em Paris. Continue acompanhando as notícias na página da Internacional do Estadão 

  • 20h53

    14/11/2015

     O primeiro-ministro da França, Manuel Valls, afirmou neste sábado que o país deve estar preparado para "outras réplicas" terroristas após os atentados que causaram pelo menos 129 mortes em Paris. Em entrevista à rede de televisão TF1, o chefe do governo francês reiterou que o país "está em guerra" contra o terrorismo e que deve "atingir" seu "inimigo", o qual identificou como o grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

    "Responderemos golpe a golpe para destruir o EI e esse exército terrorista", declarou o primeiro-ministro, que acrescentou que a resposta da França estará "no mesmo nível destes ataques".

  • 20h51

    14/11/2015

    O Cristo Redentor no Rio de Janeiro foi iluminado na noite deste sábado, 14, com as cores da bandeira da França, como forma de solidariedade e demonstração de luto após os atentados registrados sexta-feira em Paris e arredores. A luz combinada azul, branca e vermelha foi acionada às 19h (horário de Brasília) e ficará ligada por três horas, conforme divulgou a Arquidiocese do Rio de Janeiro, em nota publicada no Facebook.

    Antonio Lacerda / Efe

  • 19h48

    14/11/2015

    Torre Eiffel com as luzes apagadas após os atentados de sexta-feira em Paris

    ALAIN JOCARD / AFP

  • 19h21

    14/11/2015

    O ministro do Interior francês afirmou que a situação no hotel Pullman, perto da torre Eiffel foi um "alerta falso"

  • 19h12

    14/11/2015

    A polícia ordenou a retirada de pessoas da região da torre Eiffel em Paris e há a presença de policiais fortemente armados no hotel Pullman, na mesma região, informou a Reuters. 

  • 18h42

    14/11/2015

    A França vai manter sua intervenção na Síria com o objetivo de atacar alvos do Estado Islâmico, disse neste sábado o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, depois que o grupo assumiu responsabilidade pelos ataques que mataram 129 pessoas em Paris. Segundo Valls, o governo também planeja ampliar o estado de emergência imposto para toda a França após os ataques para dar às autoridades amplos recursos para combater o que ele chegou de um inimigo "muito bem organizado".

  • 18h10

    14/11/2015

    A casa de shows Bataclan, cenário principal dos atentados terroristas de sexta-feira na França, já havia sido alvo de ameaças e estava na mira dos terroristas, divulgou neste sábado a revista Le Point. Durante interrogatórios realizados em fevereiro do ano passado, membros do grupo terrorista Jaysh al-Islam, responsáveis pelo assassinato de um estudante francês no Cairo, Egito, em 2009, disseram que havia uma ideia de promover um atentado contra o local, por causa dos proprietários de origem judia

  • 17h35

    14/11/2015

    Cobertura do correspondente do Estado em Paris, Andrei Netto:

    O jornalista do Le Monde que filmou os sobreviventes fugindo do Bataclan, em Paris, foi baleado enquanto tentava ajudar no socorro. O nome do jornalista do Monde é Daniel Psenny. Ele foi atingido em um dos braços, foi operado e está fora de perigo

  • 17h21

    14/11/2015

    Um homem preso neste sábado na Bélgica é um francês que alugou o carro usado pelos terroristas responsáveis pelos ataques em Paris para chegar à casa de shows Bataclan, afirmou o procurador François Molins. O homem, francês residente na Bélgica, foi preso em uma operação policial na fronteira entre os dois países junto com outras duas pessoas.

  • 16h53

    14/11/2015

    A França planeja manter a cúpula climática da Organização das Nações Unidas (ONU) em Paris no final deste mês apesar da série de ataques que mataram 129 pessoas na capital na sexta-feira. Indagada se a reunião, que terá a participação de quase 200 países, podia ser adiada, remarcada ou cancelada, uma fonte diplomática francesa de alto escalão declarou à Reuters neste sábado: "Isso nem sequer está sendo cogitado".

  • 16h47

    14/11/2015

    De acordo com o jornal 'The Guardian', citando o procurador francês, a pessoa que escondeu o carro usado em ataques da sexta-feira em Paris foi presa na fronteira com a Bélgica

  • 16h32

    14/11/2015

    A França precisa "aniquilar" radicais islâmicos e recuperar o controle sobre suas fronteiras, disse neste sábado a líder do partido de extrema direita Frente Nacional Marine Le Pen, depois dos ataques que mataram dezenas de pessoas na capital francesa. "O fundamentalismo islâmico precisa ser aniquilado, a França precisa banir organizações islâmicas, fechar mesquitas e expulsar estrangeiros que pregam ódio no nosso país e também imigrantes ilegais que não têm nada o que fazer aqui."

  • 16h30

    14/11/2015

    A Alemanha pediu neste sábado que as pessoas não relacionem os terroristas que cometeram os ataques em Paris aos refugiados que estão chegando à Europa

  • 16h29

    14/11/2015

    Conjunto de imagens mostra homenagens de Suécia, Belgrado, Grã-Bretanha e Albânia 

    Efe

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.