RIO

Estadão

16 Agosto 2009 | 00h06

Desde as três horas da tarde que começar a circular na cidade a noticia de que o illustre engenheiro e literato dr. Euclydes da Cunha, havia sido assassinado em uma casa da Estrada Real da Santa Cruz. A principio a noticia foi recebida com muita reserva, suppondo todo o mundo que se tratasse de um equivoco ou de algum caso occorrido com pessoa de nome egual ao do illustre acadêmico. Logo após aos primeiros boatos, porém os jornaes affixaram boletins dando rápida noticia do caso e informando que se tratava realmente da pessoa do dr. Euclydes da Cunha.