Terça-feira, 19 de abril de 1910

Estadão

19 de abril de 2010 | 00h00

 

 

 

1910.04.19_EletricidadeBotafogo_pag206

 

RECIFE

O commercio amanheceu hoje todo fechado, em signal de pesar pela chegada do corpo de Joaquim Nabuco. Desde cedo a multidão aguardava no cães o desembarque do esquife. Ás 8 horas da manhan começou o transporte do caixão que desceu em guindaste de bordo, com todas as honras militares devidas, para a “balseira” da Alfandega, tripulada por diversos membros das sociedades náuticas, sendo puxada por um rebocador e comboiada por muitas outras embarcações, condusindo commissões, autoridades e representantes da imprensa levando custosas coroas. O cortejo fúnebre entrou em movimento ás 9 horas,  embarcando no cães da avenida Martins Barros ás 10 horas da manhan.Formavam ahi uma brigada policial e um esquadrão de cavallaria que prestaram as honras fúnebre.Dahi seguiu o caixão para a egreja do Espírito Santo, numa carreta da companhia de bombeiros, sendo o esquife recebido no templo por diversas commissões. A egreja achava-se revestido de rigoroso luto, as paredes estavam cobertas de alto a baixo de luto, achando-se o chão atapetado de negro. O altar mor estava coberto de preto, destacando-se uma grande cruz ladeada de círios.(…) (pág.2)

 

1910.04.19_INGLATERRA_pag207

 

HESPANHA

MADRID – No ministério das relações exteriores estiveram reunidos hontem, á tarde, os srs. F. de Osma, ministro do Perú, e dr. V. M. Bendon, do Equador, em conferencia com o sr. Garcia Prieto, ministro das relações exteriores, sobre a sentença arbitral do rei Affonso XIII no conflicto de limites entre aquelles dois paizes, a qual deve ser publicada por estes dias. Consta que o sr. Garcia Prieta declarou aos diplomatas sul-americanos que sua majestade catholica não daria a conhecer o seu laudo, sem que o Perú e o Equador se compromettam a respeitar a sentença. A resolução do rei tem sido muito elogiada. (pág.2)

 

1910.04.19_VelhaCidade_pag210

A nossa gravura reproduz alguns aspectos de um dos mais antigos edifícios da cidade, ora em demolição, para dar lugar á construção  de um prédio moderno que corresponda ao adiantamento da capital. Trata-se do velho casarão que fica situado á rua de S.Bento, dando faces tambem para as ruas da Quitanda e Direita, de propriedade da exma. Condessa de Pereira Pinto. A parte onde já principiaram os trablhos de demolição é a da face que corresponde á rua da Quitanda, esquina da de S. Bento. A gravura mostra, nos seus detalhes, quanto eram pequenas as construções antigas, com aas suas enormes paredes de taipa e seus collossaes madeiramentos. Vê-se tambem que as divisões internas não primavam nem pela elegância, nem pelos indispensaveis requisitos de hygiene: muito ar e muita luz. Sobre a parte superior do telhado apparecem algumas janellas. Para muita gente isso constituirá uma novidade, pois nem todos suppunham que ao centro do casarão havia uma elevação, e ahi um sótão, á guisa e segundo andar.

 

NOTAS E INFORMAÇÕES

– O dr.Göran Björkman, do Instituto Nobel da Academia Sueca, e presentemente cônsul do Brasil na Suecia, acaba de publicar no importante diário “Stockolms Dagblad”, sob o titulo- “Um diplomata brasileiro em Stockolmo”- um resumo das nove primeiras “cartas” que appareceram nesta folha, firmadas pelo nosso ilustre collaborador sr. Oliveira Lima. Após fazer menção do “Estado de S.Paulo”, o distincto literato escandinavo assim se refere ao reputado escritor brasileiro: “Os livros de impressões da America do Norte e do Japão, anteriormente publicados pelo autor, dão testemunho de seu habito de observar, com vista perspicaz o esado das coisas nos paizes a que tem conduzido a sua carreira diplomática. Accresce que é elle um dos principaes escriptores de historia do seu paiz. Acha-se, portanto, em condições perfeitas para perceber os grandes traços das manifestações de vida de uma nação e para aprecial-os com justeza”.(pág.1)

A “Indépendance Belge”, o mais importante jornal do paiz, publicou a 27 de março um artigo em que, a propósito de um recente trabalho do sr. barão Guilherme, actual ministro belga em Pariz, sobre organização das secretarias de estrangeiros de vários paizes, se occupa com muita perspicacia do serviço diplomático. O artigo (…) abunda nas ideas varias vezes desenvolvidas nestas columnas pelo nosso illstre collaborador sr. oliveira Lima, representante do Brasil em Bruxellas, quanto á necessidade de dotar as legações de mais elementos de utilidade pratica, bem como os seus titulares de maior energia cívica. O artigo termina aliás com a seguinte referencia ás idéas do nosso ministro, mostrando assim serem ellas alli conhecidas e admitidas:“S. exa. O sr Oliveira Lima, o eminente ministro do Brasil na Belgica, tem preconisado em varias das suas obras uma reforma radical, que importa na fusão dos corpos diplomático e consular com o quadro dos funcionários do ministério. O systema presuppõe portanto uma rotação pela qual nossos agentes passariam algum tempo na administração central, seriam despachados como cônsules, voltariam a servir na secretaria, passariam a funcções diplomáticas, e assim por diante. Seriam admiráveis os resultados possíveis dessa rotação, que seria fonte de múltiplos conhecimentos para nossos agentes, relativos ás nações estrangeiras e á própria. Seria por isso desejável ver muito proximamente realisada pela Belgica essa reforma typo suggerida pelo diplomata brasileiro”. (pág.1)

 

1910.04.19_CHINA_pag206

 

CORREIO DE SÃO PAULO

Acaba de ser publicado o relatório organisado pelo sr. João Baptista Cardoso,administrador dos correios deste Estado, relativo ao exercício de 1909, e que foi entregue ao sr. diretor geral dos correios da Republica.(…) Comprehende o relatorio vinte e quatro partes. Abrangem matéria referente aos serviços interno, externo, ordinário e extraordinario da administração, acompanhando tudo , quadros elucidativos bastante eloqüentes. Destacamos, logo ás primeiras paginas, a exploração de assumptos concernentes á realisação dos concursos para o preenchimento de lugares, referentes aos serviços marítimo, fluvial e ambulante, os quaes tiveram bastante incremento em 1909.(…) (pág. 1)

 

ANNUNCIO

 

1910.04.19_ZigZag_pag212