Quarta-feira, 22 de junho de 1910

Estadão

22 de junho de 2010 | 00h00

 

 

RIO

O sr. Rodolpho Miranda, ministro da agricultura, recebeu um telegramma do coronel Candido Mariano Rondon, dando conhecimento a s. exa. De que o seringueiro Alexandre Addor, residente em Rosario, Matto Grosso, organisou uma expedição contra os índios daquelle Estado, commandada por Antonio Cardoso e composta de vinte e seis homens.

A expedição surprehendendo os índios mataram muitos delles e aprisionaram crianças. O governador do Estado não tomou providencias. (pág.2)

 

1910.06.22_Inglaterra_925

 

ITALIA

O pretendente do throno de Nápole Duas Sicilias em fim de vida

ROMA – Telegrammas de Cannes informam que se acha em estado gravíssimo o príncipe Affonso de Bourbon, conde de Caserta, pretendente ao throno de Napoles e Duas Sicilias. Acredita-se que, se der o dezenlance fatal, o seu filhomais velho, príncipe Fernando, duque de Calabria, renovara o acto de protesto do seu pae e do seu tio, o fallecido rei Francisco II, para reclamar os direitos e os títulos de soberano do extincto rei napolitano.

 

N. da R.- O príncipe Affonso nasceu em Caserta no dia 28 de marçi de 1844, de Fernando II- o “rei bomba”, dos napolitanos e “a negação de Deus” de Gladstone- e de arqueduqueza de Austria.

Succedeu ao irmão Francisco II- expulso pelos garibaldinos e pelas tropas regulares piemontezas do seu reinado, nas gloriosas jornadas do Volturno(1-2 outubro de 1860)- em 27 de dezembro de 1894, dia em que aquelle ex-soberano falleceu no seu exílio de Novilly-sur-Seine. Em 15 de janeiro de 1895, em Munich, renovou os actos de protesto contra o rei da Italia, reivindicando os direitos e os títulos de rei de Napoles e Duas Sicilias; reivindicação que não pode ser tomada a serio qualquer manifestação idêntica que queira fazer o seu filho Fernando.(pág.2)

 

 

1910.06.22_Inglaterra2_925

 

NOTAS E INFORMAÇÕES

O sr. presidente do Estado recebeu, enviados pelo sr. Francisco Canella, delegado da missão de expansão econômica do Brasil na Italia, diversos exemplares da circular que s. s. dirigiu ao exercito italiano, relativamente ao café brasileiro, que, como se sabe, já é fornecido ao mesmo exercito.

Na referida circular, o sr. canella procura demosnstrar aos soldades as bias qualidades do produto, ensinando-os a preparar a bebida de conformidade com os processos em uso no Brasil.A maior parte do café que se consome na Italia é de procedência brasileira, dil-o ainda a circular. E’ assim que, em 1909 , dos 240.897 quintaes métricos de café para alli exportados, 170.109 foram do Brasil.

A circular termina descrevendo de modo pratico o melhor processo de prepararar o café, e inclue no texto uma gravura para elucidação do assumpto. Por ultimo, pede aos soldades que ensinem esse processo ás suas famílias, quando, findo o tempo de serviço, voltarwem para os seus lares. (pág.4)

 

ECOS AMERICANOS

Dentre as grandes cidades norte-americanas, Chicago, a famosa “Porcopolis”, se orgulha de apresentar o mais rápido desenvolvimento. Sua população, em meio século, passou de 30.000 a 2.05.000 habitantes. E sua importância econômica cresceu tanto, que ahi se formou o maior centro ferro-viario do mundo inteiro, servindo a uma riquíssima região, que conta 50.000 kilometros de cursos de águas navegáveis.

Mas, depois de enriquecida, Chicago prefere ao feio nome de “Porcopolis” o de “Rainha dos Lagos”, que prtende justificar melhor. Por isso, trata de executar um vasto plano de melhoramentos urbanos, que, renovando-a, transformal-a-ão na mais bella cidade da America.

Como Cleveland, Boston, Baltimore, Saint-Louis, S. Francisco, etc.. Chicago encarregou uma commissão de architectos e artistas de elaborar os planos de reformas. E não querendo fazer as coisas levianamente, esperou durante três annos os relatórios e plantas confeccionados pelos profissionaes escolhidos, os quaes, movidos por um louvável civismo, recusaram retribuição pelos seus trabalhos.Uma das partes mais interessantes do programma dessas reformas urbanas é a conquista de novos espaços sobre o lago Michigan por meio de ilhas artificiaes e aterrados, cujo conjunto constituirá um magnífico “parque de prazer”. Haverá nesse ponto um lindo “porto de recreio”, com embarcadouros e cães para barcos a vela e a vapor.(…) Quanto á viação publica, edificarse-á uma estação central, onde chegarão todas as vias-ferreas, de modo a que os passageiros e mercadorias possam passar de um trem a outro com facilidade. Uma rêde de vias subterrâneas, já inaugurada, facilitará os transportes por meio da tracção electrica.(…)

S.Paulo teve uma expansão muito semelhante á dessa formidável cidade, que se cuida de reformar com tanto methodo e intelligencia. Todavia, os processos da nossa municipalidade, para idênticos fins, são bem differentes dos que acima expuzemos, faltando-lhe um plano de conjunto, bem combinado por profissionaes competentes.

Não poderia a capital paulista apprender com Chicago, não só a crescer, mas ainda a embellezar-se com uma larga visão de futuro? (…)(pág.1)

 

ANNUNCIO

1910.06.22_Pastilhas_932

 

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.