Sabbado, 19 de novembro de 1910

Estadão

19 de novembro de 2010 | 00h00

 

 

 

 

 

INGLATERRA

 

O sr. Herbert Asquith e a questão do veto da camara dos lords- Declaração de lord Crewer- Prisão de 87 suffragistas

LONDRES, 18- (H.)- O sr. Herbert Asquith, presidente do conselho, na sessão de hoje da camara dos communs, fez o histórico do conflicto que existe entre os liberaes e os conservadores por  causa da questão do veto da camara dos lords.

A morte do rei Eduardo VII- disse o sr. Asquith- modificou a situação. Os chefes dos differentes partidos depuzeram as armas em vista da conferencia.

Mas esta fracassou, apesar dos grandes esforços enviados para chegar-se a um accordo.

O parlamento actual é impotente para estabelecer qualquer “entente” que não seja ephemera.

A camara dos lords, antes da dissolução do parlamento, tem o direito de tomar uma decisão sobre a reforma constitucional.

O projecto relativo á questão do veto não pode ser modificado. Ou as camaras acceitam ou o rejeitam em conjuncto.

Enquanto se realizava a sessão da camara dos communs, uma numerosíssimoa deputação de suffragistas tentou penetrar no recinto; a policia interviu, sendo presas 87 suffragistas.

Na sessão de hoje da camra alta, lord Crewer, ministro das Indias, fez declarações análogas ás que o sr. asquith fez na camara, annunciando a dissolução do parlamento para o0 dia 28 do corrente.

 

ESTADOS UNIDOS

 

Estreitamento de relações com os Estados Unidos

 

NOVA YORK, 18 (D.)- O “Evening Post” publica uma entrevista que teve um dos seus redactores com o professor Shepherd delegado pan-americano ao Congresso realizado em Buenos Aires.

Segundo aquelle professor, os povos latino-americanos estão animados de vivo desejo  de estreitar relações com os Estados Unidos. Durante a sua permanência no Pacifico, verificou a tradicional amizade entre o Chile e o Brasil enfraquecida a favor da Republica Argentina.

Todavia, não crê no perigo de um conflicto. Um accordo entre a Argentina, o Brasil e o Chile fará desapparecer o temor de um conflicto sul-americano no Pacífico ou no Atlantico.

Termina dizendo que embora o Chile eo equador ameaçam o peru, não é de esperar que as ameaças tenham conseqüências serias. (pág.2)

 

 

 

NOTAS & INFORMAÇÕES

 

É hoje a data consagrada á festa da bandeira.

O pavilhão nacional será hasteado ao meio-dia em ponto no palácio do governo, em todos os quartéis, secretarias de Estado e outras repartições publicas.

No palácio do governo, na secretaria Publica e nos diversos quartéis os respectivos destacamentos estarão formados por occasião de ser hasteado o pavilhão nacional, prestando-lhe as devidas continências.

Realisar-se-ão também em todos os nossos estalecimentos de ensino festividades commemorativas da data.

No quartel da Luz será realizada também a festa da bandeira. Deverão prestar compromisso os recrutas do primeiro batalhão, e o hymno nacional brasileiro será cantado em conjunto por todos na praça daquella milícia, acompanhado pela banda completa da força policial, e o major Pedro Dias de Campos fará um discurso allusivo á data que se commemora.

O dr. Washington Luis, secretario da justiça e da segurança publica, determinou no commando geral que a festa da bandeira fosse realisada em todos os quartéis, de accordo com o decreto que estabeleceu as homenagens ao symbolo augusto da pátria. (pág.2)

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.