Epidemia na Ásia

Estadão

12 de fevereiro de 2011 | 00h00

Domingo, 12 de fevereiro de 1911 

 

INGLATERRA

A situação política no Brasil

LONDRES, 11 (D.)- O “Economist” publica uma carta do seu correspondente no Rio de Janeiro, que, tratando da situação política do Brasil, a julga pouco satisfactoria.

Referindos-e ao estado de sítio, diz parecer que o mesmo fora decretado unicamente para facilitar a collocação do sr. oliverira Botelho na presidência do Estado do Rio, mandando o governo que a força federal depuzesse o sr. Alfredo Backer vinte e quatro horas antes da terminação do seu mandato, afim de impedir que o mesmo transferisse o poder ao presidente  legitimamente eleito, sr. Edwiges de Queiroz.

Accrescenta o correspondente que os autores do bombardeamente de Manáus ficarão impunes.

Refere-se em seguida á morte mysteriosa dos marinheiros na ilha das Cobras e diz que o official de marinha responsável por essa atrocidade, também ficará impune, graças à protecção de políticos.

Declara que o sr. Hermes da Fonseca dissolveu o conselho municipal, afim de eliminar os civilistas da política do Districto Federal.

Para provar a anarchia da administração da justiça, basta o processo dos assassinatos dos estudantes, cujos jurados foram coagidos, pela força armada, a absolver os officiaes envolvidos no delicto  evidentemente criminosos.

Termina o correspondente dizendo que o sr. Hermes parece ser bem intencionado, mas completamente dominado pelos políticos, especialemnte pelo sr. Pinheiro Machado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.