Enquete: o pior verso de canção brasileira

danielpiza

28 Junho 2007 | 19h44

A dificuldade de escolher os piores versos de canções brasileiras, independentemente da melodia, é tão grande que decidi fazer uma enquete.

Eis as opções, indo um pouco além da MPB:

1) “Tudo que Deus criou pensando em você/ Fez a Via Láctea, fez os dinossauros.” (Djavan, “Te devoro”)

2) “Eta, eta, eta/ É a lua, é o sol/ É a luz de Tieta” (Caetano Veloso, “Tieta”)

3) “Olha, olha, olha a água mineral/ Água mineral, água mineral” (Carlinhos Brown, “Água Mineral”)

4) “Beija eu, beija eu/ Beija eu, me beija” (Marisa Monte, “Beija eu”)

5) “Pois há menos peixinhos a nadar no mar/ Do que os beijinhos que eu darei na sua boca” (Vinicius de Moraes, “Chega de Saudade”)

6) “Aquele fio de cabelo comprido/ Já esteve grudado em nosso suor” (César Menotti e Fabiano, “Fio de cabelo”, cantada por Chitãozinho e Xororó)

7) “Que só eu que podia/ Dentro da tua orelha fria/ Dizer segredos de liquidificador.” (Cazuza, “Codinome Beija-Flor”)

8) “Seu guarda, seja meu amigo/ Me bata, me prenda, faça tudo comigo/ Mas não me deixe/ Ficar sem ela.” (Fátima Leão e Elias Muniz, “Dormi na praça”, cantada por Bruno e Marrone)

9) “Meus vinte anos de ‘boy, that’s over, baby’, Freud explica/ Não vou me sujar fumando apenas um cigarro/ Nem vou lhe beijar gastando assim o meu batom/ Quanto ao pano dos confetes já passou meu carnaval/ E isso explica por que o sexo é assunto popular.” (Zé Ramalho, “Chão de giz”)

10) “E aos trancos e barrancos, lá vou eu/ E sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu/ E deixa a vida me levar (vida leva eu)/ Deixa a vida me levar (vida leva eu)/ Deixa a vida me levar (vida leva eu).” (Zeca Pagodinho, “Deixa a vida me levar”)

11) “Ô, esse coqueiro que dá coco.” (Ary Barroso, “Aquarela do Brasil”)

Por serem irritantes, banais, cafonas ou incompreensíveis, não importa. Faça sua escolha. Ou acrescente uma opção.