Análise: 1ª testemunha aponta erros em invasão, diz PM

Viviane Bittencourt

15 de abril de 2013 | 16h44

O policial militar Thiago Pinheiro assistiu ao primeiro dia de julgamento do caso Carandiru nesta segunda-feira,15. Ele considerou o depoimento do ex-detento Antonio Carlos Dias, o primeiro das testemunhas de acusação, bastante coerente. O relato mostrou excesso por parte da força policial, segundo o PM.

Após um dos jurados passar mal na semana passada, e o julgamento ser interrompido, foram escolhidas sete novas pessoas para formar um júri da primeira etapa do processo contra os réus acusados por 111 homicídios no Carandiru, em outubro de 1992. Nessa etapa, serão julgados 26 PMs por 15 mortes.

Confira a análise do PM:

Tudo o que sabemos sobre:

carandirucasa de detençãomassacre

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.