Dilma chega a Roma para missa inaugural de Francisco e aproveita para fazer turismo

Viviane Bittencourt

17 de março de 2013 | 12h13

Jamil Chade – ENVIADO ESPECIAL / CIDADE DO VATICANO

ROMA – A presidente Dilma Rousseff desembarcou neste domingo, 17, em Roma, onde irá assistir à missa inaugural do pontificado do papa Francisco, na próxima terça-feira.  Ela está acompanhada pelos ministros Antonio Patriota, Gilberto Carvalho e Aloisio Mercadante. A presidente evitou os jornalistas e saiu por uma porta lateral do hotel onde está hospedada para fazer turismo em Roma com seus ministros. O Planalto não divulgou o local da visita já que se trata de uma agenda privada.

A missa inaugural deve ser vista por mais de 150 autoridades de todo o mundo. Hoje, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, também desembarca em Roma e será a primeira a ser recebida pelo papa, já amanhã para um almoço.

Dilma teria um breve encontro com Francisco na terça-feira, após a missa. O papa deve convidar à presidente à Jornada Mundial da Juventude, que ocorre no Rio de Janeiro e deve atrair 2 milhões de pessoas em julho.

Roma começa a se transformar em uma cidade sitiada por seguranças, diante do desembarque de presidentes, chefes de estado, ministros e autoridades de todo o mundo. No hotel onde Dilma está hospedada – o luxuoso Excelsior – ficará também o vice-presidente dos EUA, Joe Biden.

A presidente brasileira deverá ter um encontro amanhã com o presidente italiano, Giorgio Napolitano – já de saída.

Dilma foi obrigada a cancelar uma agenda que teria em Salvador para viajar para Roma. Ao chegar ao hotel, a presidente não deu declarações.

‘Deus jamais se cansa dos pobres e do perdão’, diz papa Francisco