Italianos cometem gafe e agradecem a Deus por papa errado

Viviane Bittencourt

14 de março de 2013 | 11h29

CIDADE DO VATICANO – Os bispos italianos estavam tão convencidos de que um dos seus seriam o novo papa que enviaram ontem à noite aos meios de comunicação uma mensagem de felicitação agradecendo a Deus pela eleição do cardeal de Milão – em uma referência ao cardeal Angelo Scola, que figurava antes do conclave como um dos nomes favoritos para a sucessão de Bento XVI. O problema é que o novo papa havia sido nomeado e era, na verdade, o cardeal argentino Jorge Bergoglio, que adotou o nome de Francisco.

No documento, enviado aos jornalistas por volta das 20h23 do horário local (16h23 em Brasília), o secretário geral da Conferência Episcopal Italiana, monsenhor Mariano Crociata, expressava sua “alegria e agradecimento” a Deus pela eleição do cardeal de Milão. Uns 10 minutos antes, no entanto, Bergoglio havia feito sua primeira aparição diante da multidão de fiéis reunida na Praça São Pedro.

Às 21h08 do horário de Roma (17h08 em Brasília), a conferência dos bispos enviou um outro comunicado agradecendo a Deus, mas desta vez, com o nome correto. (COM INFORMAÇÕES DA REUTERS)