Mulheres tiram a camisa e protestam no Vaticano

Viviane Bittencourt

12 de março de 2013 | 15h25

Jamil Chade, O Estado de São Paulo

Cidade do Vaticano – A tranquilidade que reinava no Vaticano após a entrada dos cardeais na Capela Sistina, foi interrompida pela prisão de duas manifestantes, que protestavam sem camisa, apesar dos 13°C e da chuva que cai no local. Elas acenderam, em plena Praça São Pedro, uma chama que emitia fumaça cor-de-rosa. Em seus corpos, as duas mulheres haviam escrito: “Não às guerras e não aos papas”, em inglês.

A polícia agiu rapidamente e levou ao equivalente do Ministério do Interior do Vaticano, a poucos metros da praça.

Esse é mais uma situação que mostra que não é permitido protestar no Vaticano. No dia em que o papa emérito Bento XVI celebrou sua última missa, se despedindo dos fiéis, os policiais censuraram qualquer tipo de cartaz com tons mais fortes.